Governo e empresas assinam memorando para estimular indústria de semicondutores

0
0

A Qualcomm Technologies, Engenharia de Semicondutores Avançada, Inc.(ASE), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), BNDES Participações S.A (BNDESPAR) e a Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade (Investe São Paulo) assinaram nesta quarta-feira, 8, um Memorando de Entendimento  (MOU da sigla em inglês) não vinculante para analisar mais oportunidades para fomentar o desenvolvimento de smartphones, bem como melhorar o ecossistema da Internet das Coisas (IoT) no Brasil.

O objetivo principal do MOU é estabelecer a base para a eventual criação de uma provável joint venture no Estado de São Paulo, após o cumprimento de várias condições, entre a Qualcomm Technologies, ASE e BNDES/BNDESPAR, que visam ampliar a indústria de semicondutores existente no Brasil.

Mais especificamente, o MOU reconhece que a viabilidade técnica, comercial e financeira do crescimento da cadeia de valor de semicondutores no Brasil, requer um esforço conjunto e coordenado de todas as partes para satisfazer as várias condições legais e de negócios. Sujeitas aos termos e condições estabelecidos no MOU, a Qualcomm Technologies, ASE e BNDES/BNDESPAR vão procurar estabelecer uma joint venture que seja dedicada à fabricação de semicondutores de multicomponentes com sistemas em pacotes de próxima geração para incorporação em smartphones e outros dispositivos da IoT.

"A participação neste MOU tem dois significados importantes: ela contribui para a expansão e o desenvolvimento de tecnologias relacionadas com telecomunicações no Brasil, e também acontece em um momento importante em que o País volta a crescer e atrair investimentos", destaca o ministro Gilberto Kassab.

"Nossa equipe está em processo de coleta de informação estratégica em um esforço conjunto para encontrar um local adequado para uma possível unidade de fabricação, caso a joint venture seja formada. Acreditamos que a qualidade da infraestrutura e do capital humano do Estado de São Paulo fazem com que ele seja o centro da cadeia de produção tecnológica na América Latina", comenta Ermínio Lucci, diretor da Investe São Paulo. A agência está vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

"Nos últimos 30 anos, os produtos e tecnologias da Qualcomm Technologies criaram, apoiaram e ajudaram a acelerar a indústria móvel", disse Cristiano Amon, vice-presidente executivo da Qualcomm Technologies, Inc. e presidente da QCT. "Como os dispositivos móveis continuam gerando um impacto positivo para a sociedade, estamos ansiosos para apoiar a indústria de semicondutores no Brasil, seguindo com a promessa de conectar os dispositivos móveis ao nosso redor sempre".

"Esperamos que as transações contempladas neste Memorando de Entendimento, após análise e aprovação, possam reforçar a participação do Brasil na cadeia de valor de semicondutores, e em especial atender ao ecossistema local de smartphones e desenvolver o ecossistema da Internet das Coisas," complementa Rafael Steinhauser, vice-presidente sênior e presidente da Qualcomm América Latina.

"Como a principal empresa de montagem e teste de circuitos integrados do mundo, estamos entusiasmados com a oportunidade de expandir a nossa presença no Brasil, e gerar valor para a indústria brasileira de alta tecnologia por meio do desenvolvimento e fabricação de nossa tecnologia de SIP avançada", disse Dr. Tien Wu, diretor de operações da ASE.

Deixe seu comentário