Teste de juiz de vídeo falha em teste do campeonato australiano

0
1

A Federação Australiana de Futebol (FFA) divulgou um comunicado admitindo uma séria falha técnica envolvendo a polêmica tecnologia Video Assistant Referee (VAR) em uma grande final da A-League. A tecnologia será usada na próxima Copa do Mundo.

O FFA, após uma investigação, descobriu que, de acordo com o parceiro de tecnologia Hawkeye, fornecedor da solução de captura que alimenta a transmissão no sistema VAR, ela perdeu 30 segundos antes da marcação do gol da vitória devido a um mau funcionamento do software.

A tecnologia VAR não conseguiu reconhecer e penalizar o gol feito em impedimento pelo time de futebol Melbourne Victory, durante a grande final da A-League – último rodada da temporada que determina o campeão do torneio. Kosta Barbarouses, da Victory, marcou o gol de 9 minutos, que foi construído a partir de uma posição de impedimento.

"Nesta ocasião, a tecnologia em si falhou e os ângulos de transmissão necessários não estavam disponíveis. Estamos trabalhando com o Hawkeye para entender completamente por que ele fez e o que pode ser feito para evitar que isso aconteça novamente", disse um representante da empresa.

De acordo com a FIFA, a equipe de VARs tem acesso a 33 câmeras de broadcast, oito das quais são super slow-motion e quatro são câmeras ultra-slow-motion. Além disso, eles são duas câmeras impedidas e duas câmeras ultra-slow-motion adicionais serão instaladas, uma atrás de cada meta, para o estágio eliminatório.

O diretor de Tecnologia e Inovação da Fifa, Johannes Holzmülle, minimizou o problema informando que o sistema vem sendo desenvolvido por doís anos e estará pronto para a Copa da Russia.

Deixe seu comentário