Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Consumidores se declaram céticos com garantia da privacidade de seus dados pelos...

Consumidores se declaram céticos com garantia da privacidade de seus dados pelos varejistas online

0
Publicidade

A esmagadora maioria dos consumidores no mundo todo estão apreensivos em relação às iniciativas do varejo online para proteger a sua privacidade. O sentimento de 93% dos entrevistados em relação ao assunto é negativo, de acordo com um estudo da Capgemini, empresa de consultoria, tecnologia e terceirização. O relatório, intitulado “Privacidade, por favor: Porque o varejo precisa repensar a personalização” (Privacy Please: Why Retailers Need to Rethink Personalization), foi publicado pela divisão de estratégia e transformação global do grupo.

Segundo o estudo, os principais fatores que contribuem para o sentimento negativo são a segurança dos dados (76%) e o comportamento invasivo do varejo (51%). O ceticismo do consumidor aumenta com a ocorrência de  incidentes desencadeadores, inclusive a atualização de políticas de privacidade durante fusões e aquisições e investigação do varejo pelos órgãos reguladores acerca de uma possível violação das políticas de segurança de dados.

As tecnologias consideradas intrusivas são vistas com grande suspeita, inclusive o monitoramento do tráfego na loja virtual (84% negativo) e reconhecimento facial (81% negativo). Já as atividades de personalização foram recebidas de forma positiva em todo o mundo: o relatório indica que o sentimento de 80% dos consumidores em relação à personalização foi positivo globalmente. No entanto, existem discrepâncias entre as regiões — o sentimento em relação às ofertas personalizadas dos varejistas na América do Norte  é positiva, enquanto na Europa, é misto.

Apenas 14% dos varejistas online são vistos de forma positiva pelos consumidores em termos de personalização e privacidade. Um número significativo de marcas causou desconforto aos consumidores, tendo 29% deles declarado estar insatisfeitos com as iniciativas de personalização e privacidade do varejo, principalmente devido a programas de fidelidade invasivos, excesso de e-mails promocionais, atendimento ruim na loja física e instruções confusas para aceitação e cancelamento de e-mails.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile