Unicamp terá serviço de cloud para comunidade acadêmica

0
1

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a IBM firmaram parcerias para o desenvolvimento da comunidade acadêmica na área de tecnologia da informação. As iniciativas envolvem dois projetos: uma MiniCloud pública da Unicamp com infraestrutura da IBM Power Systems e participação da universidade no consórcio OpenPOWER Foundation.

A MiniCloud da Unicamp oferece acesso gratuito às máquinas virtuais IBM Power Systems para usuários acadêmicos e para a comunidade Open Source. Este ambiente está disponível para desenvolvimento, testes ou migração de aplicações. Ela utiliza o IBM PowerKVM, solução de virtualização aberta que dá suporte à execução de um grande número de máquinas virtuais em um único servidor, a partir do sistema operacional Linux.

Já o OpenPOWER Foundation é uma comunidade aberta e colaborativa para desenvolvimento de um ecossistema de soluções de TI baseado no processador IBM POWER. No final de 2013, a IBM abriu para os integrantes da comunidade a tecnologia do microprocessador POWER, bem como a lista de softwares associados, com o objetivo de gerar inovação colaborativa e criar as soluções para o futuro dos datacenters. A Unicamp é a primeira instituição brasileira a participar do consórcio que, hoje, já conta com mais de 100 membros em todo mundo, entre empresas de hardware, software, computação técnica, data centers e universidades.

A adesão da Unicamp como membro do OpenPower Foundation estreita a parceria entre as instituições para desenvolvimento em ambiente Linux. No final de 2003, a Unicamp iniciou a parceria com o Linux Technology Center Brazil (LTC) da IBM e, desde lá, ambas já trabalham em conjunto no desenvolvimento de soluções e pesquisa na plataforma POWER, tanto na comunidade Open Source quanto na academia. Hoje, o LTC possui um laboratório no campus da universidade onde são desenvolvidos trabalhos em conjunto com professores e estudantes de graduação e mestrado.

"Parcerias como esta são muito importantes para a Unicamp, pois propiciam o envolvimento dos alunos bolsistas em um ambiente de trabalho e na execução de projetos que extrapolam o ambiente acadêmico, complementando a experiência em sala de aula de modo que a universidade cumpra sua principal função de formar recursos humanos altamente qualificados", destacam os professores Sandro Rigo e Rodolfo Azevedo, do Instituto de Computação da Unicamp.

Deixe seu comentário