Ventrix recebe R$ 5 milhões do Fundo de Inovação Paulista e do Criatec II

0
3

A Ventrix, startup que desenvolve soluções para medicina, recebeu aporte de R$ 5 milhões do Fundo de Inovação Paulista, idealizado pela Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista, e do fundo Criatec II, focado em empresas inovadoras e gerido pela Bozano Investimentos e Triaxis Capital e, em Minas Gerais, FC Partners.

De acordo com a empresa, o recurso será utilizado principalmente para estruturação de uma agressiva estratégia comercial e de marketing, que incluirá a contratação de um time de representantes, a fabricação, bem como melhorias na planta industrial localizada em Itajubá, Minas Gerais, e o desenvolvimento de novos produtos.

A Ventrix atraiu a atenção dos investidores por já ter colocado com sucesso no mercado o Cardiofit, um sistema que permite reduzir custos e tempo na realização de exames cardiológicos e a emissão de laudos com a transmissão dos dados pela internet. Parte do aporte também será utilizada na oferta dos equipamentos Cardiofit, cujo modelo de negócios inclui a venda, comodato e licenciamento dos produtos e a prestação de serviços de laudos.

A empresa explica que, no caso das clínicas onde o cardiologista está presente, o equipamento é vendido. Já quando não há especialista para atendimento, é feito um contrato de comodato no qual o cliente da Ventrix recebe o equipamento sem custo sob a condição de pré-contratar uma pacote mínimo de laudos por um período não menor que seis meses.

Para ampliar a rede de empresas e médicos certificados para emissão dos laudos, a empresa irá fazer um licenciamento no qual cobra um aluguel fixo e um valor variável de acordo com o número de exames realizados. Atualmente, a Ventrix já emite cerca de três mil laudos por mês e a expectativa é alcançar oito mil laudos até o fim deste ano e 100 mil laudos até o fim de 2019.

Deixe seu comentário