Harman e VMware formam parceria para acelerar adoção de IoT

0
3

A Harman e a VMware fecharam uma parceria para disponibilizar soluções simplificadas e especializadas para Internet das Coisas (IoT) dirigidas às empresas dos segmentos de indústria, varejo, imobiliário, automotivo e energia.

Ao integrar o portfólio de software de transmissão de dados sem fio (OTA) atualizados, sensores, gateways e serviços analíticos da Harman à solução da VMware, as empresas ajudarão a instalar, assegurar, gerenciar e monitorar a infraestrutura de IoT em escala empresarial com objetivo de facilitar casos de uso específicos de IoT para cada indústria.

Já existem projetos de Internet das Coisas e as companhias mundiais já estão investindo e vendo o seu ROI. O IDC prevê um gasto mundial de Internet das Coisas em até US$ 1,29 trilhão em 2020 com uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 15,6%.

A base instalada de endpoints de IoT está prevista para aumentar de 12,1 bilhões no final de 2015 para mais de 30 bilhões em 2020. As companhias estão correndo para implantar estratégias de IoT e exigem soluções completas que se concentram nas necessidades específicas dos segmentos de mercado. Equipes de TI e operacionais também terão que direcionar gerenciamento das exigências e de escala para oferecer o máximo valor e a melhor experiência possível.

Esta nova colaboração entre as empresas visa ajudar os fornecedores de serviços de comunicação (CSPs), que poderão acrescentar novas ofertas e expandir fluxos de receita que aperfeiçoarão ainda mais a experiência do usuário de IoT e a disponibilização de serviços inovadores.

As soluções atualizadas OTA da Harman combinadas com a plataforma VMware vCloud NFV e a solução de gerenciamento operacional de ponta a ponta do IoT da companhia, criada para disponibilizar uma infraestrutura de rede totalmente elástica e otimizada, permite aos operadores expandir seus serviços dentro de novos mercados enquanto transformam as arquiteturas de rede em direção ao 5G.

A solução combinada permitirá aos CSPs oferecer e lançar serviços inovadores através de uma rede móvel totalmente virtualizada, como conectividade priorizada – chamadas de emergência, comunicação e videoconferência -, além de entretenimento informativo de alta definição, impulsionando o gerenciamento de operações simplificadas, controle de políticas, e autoprovisionamento.

Deixe seu comentário