Conformidade com LGPD é menor que 40%, aponta ABES

0
0

Faltam apenas seis meses para a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrar em vigor e, segundo relatório extraído da ferramenta "Diagnóstico LGPD", apenas 38% das empresas demonstram estar de acordo com as exigências feitas pela nova lei de privacidade nos domínios Processos, Pessoas e Tecnologia. O diagnóstico, desenvolvido pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) em parceria com a EY, foi realizado, até o momento, por mais de 400 organizações dos setores de agronegócio, tecnologia, finanças, indústria e outros.

O Diagnóstico LGPD foi lançado oficialmente nesta segunda-feira, 9, e estava em fase experimental desde outubro do ano passado. O objetivo é educar e auxiliar empresas de todos os portes, especialmente aquelas que não contam com muitos recursos para amplos projetos, a verificarem o seu nível de adequação à LGPD e as comparando com a média nacional, ou a média de sua indústria, porte empresarial e estado.

Após responderem, anonimamente e online, um questionário com 61 perguntas, dividido em 10 sessões, que abrangem tratamento de dados pessoais, direitos dos titulares, transferência internacional dos dados, deveres do controlador e do operador, aspectos jurídico e incidentes, entre outros, as empresas têm acesso ao seu índice de conformidade e a um guia customizado com recomendações do que deve ser feito para que o índice aumente e, consequentemente, haja uma redução de risco e exposição.

Dentre os setores avaliados, o agronegócio é o que menos está de acordo com os pontos exigidos pela lei. Segundo o formulário, o setor atinge somente 13% no índice de conformidade. Apesar disso, no quesito de tratamento dos dados considerados sensíveis, o agronegócio foi o único a atingir a taxa de 100%.

O setor de bens e consumo, por sua vez, foi o que apresentou o maior índice de conformidade ao alcançar 52%. A área de tecnologia vem logo em seguida, com 39%. Já o varejo teve destaque no índice de tratamento dos dados, ao alcançar 82% – maior do que a média nacional de 75,8%.

Deixe seu comentário