Gartner revê projeção de gastos com TI e estima queda nos investimentos neste ano

0
32

O Gartner reviu a previsão feita em janeiro e reduziu a expectativa de gastos mundiais com TI para este ano. De acordo com a consultoria, o investimento das empresas em TI deve totalizar US$ 3,6 trilhões, o que representa queda de 1,3% na comparação com o ano passado. A cifra foi reduzida em US$ 2 bilhões em relação à projeção anterior, cuja estimativa era de expansão de 2,4% e receita de US$ 3,8 trilhões.

Segundo a consultoria, a recente e rápida ascensão no valor do dólar em relação à maioria das moedas causou impacto no mercado global de TI, sendo o principal fator responsável para a revisão na projeção de investimentos no setor.

Ainda de acordo com o relatório, os gastos com serviços de telecomunicações, apesar de serem os mais significativos neste ano, de US$ 1,57 bilhão, terão a maior queda no período em relação a 2014, de 2,6%. Os gastos com dispositivos (incluindo PCs, celulares, tablets e impressoras) também devem cair, 1,2%, para US$ 685 bilhões, em parte devido a desaceleração nas compras de PCs na Europa Ocidental, Rússia e Japão, países onde a moeda local desvalorizou em relação ao dólar. Já os investimentos em serviços de TI devem somar US$ 942 bilhões, ligeiro recuo de 0,6% comparado ao ano anterior.

Por fim, os únicos segmentos em que os gastos devem crescer neste ano são os de sistemas para data centers, cujos investimentos totalizarão US$ 142 bilhões, ligeira alta de 0,4%, e o de software corporativo, em que os gastos devem subir 2,3% e somar US$ 320 bilhões, segundo a nova projeção do Gartner.

Deixe seu comentário