Instituto Butantan reduz desperdício de insumos ao otimizar parque de impressão

0
42

A redução no desperdício de insumos e o controle de gastos foram alguns dos ganhos conquistados pelo Instituto Butantan, centro brasileiro de pesquisa biomédica filiado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, desde que adotou, em janeiro, projeto de terceirização de impressão estruturado pela fornecedora de outsourcing de impressão e gestão de documentos Simpress.

O projeto, cujo valor envolvido não foi divulgado, é composto pela terceirização e o gerenciamento de insumos do parque de impressão que atende mais de 2,4 mil funcionários alocados nos 55 prédios da instituição. São 150 equipamentos entre impressoras e multifuncionais instalados em uma área de mais de 80 hectares. São também utilizadas máquinas plotters na impressão de plantas para construção civil nos tamanhos A0 e A3.

Dentre as soluções utilizadas pelo Instituto Butantan está o software Simpress On Site (SOS), que é capaz de realizar a coleta de contadores e de outras informações dos equipamentos de impressão de forma ágil, confiável e segura. A partir dele que, inclusive, o Instituto conseguiu passar a mensurar o volume mensal de páginas impressas (370 mil, em média).

Com a solução Follow-You Print, foi possível reduzir o desperdício de páginas impressas. Com um RFID – identificador por radiofrequência – implantado no cartão funcional, o usuário garante a liberação dos documentos. Ao aproximá-lo do sensor instalado em qualquer uma das máquinas da rede, é realizada a identificação e autorizada a impressão da página, conseguindo mensurar de onde estão saindo o maior número de gastos.

"Antes tínhamos o dobro de equipamentos no parque de impressão, porém não conseguíamos manter todos em funcionamento. Tínhamos equipamentos de várias marcas e modelos, o que dificultava a manutenção das impressoras, a compra de insumos e prevenção do desperdício", diz Roberto Citrangulo, gerente de TI do Instituto Butantan. "Com o apoio da Simpress conseguimos diminuir o desperdício de insumos e controlar os gastos por departamentos", acrescenta.

 

Deixe seu comentário