Conteúdo ilegal na Internet brasileira cai no 3o trimestre, mas sobe no acumulado do ano

0
0

A Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES) divulgou os dados do monitoramento de internet do terceiro trimestre de 2019, que contabilizaram 20.753 conteúdos ilegais removidos, representando uma queda de 8,5% em relação ao mesmo trimestre em 2018.

No entanto, quando analisado o intervalo de tempo entre janeiro e setembro deste ano, houve um aumento de 4% em comparação ao mesmo período em 2018. A ação de monitoramento da internet é um serviço prestado pela ABES aos seus associados desde 2005, proativamente e diariamente, com o objetivo de rastrear ofertas irregulares referentes aos programas de software dessas companhias.

A ABES explica que seu Setor de Monitoramento da Internet rastreia a existência de ofertas irregulares referentes aos programas de software das empresas afiliadas e as remove da internet. De acordo com o relatório, o número de websites retirados da internet neste trimestre foi quase o mesmo do que no ano passado: entre julho e setembro deste ano foram 19, enquanto em 2018 foram 20, representando uma pequena queda de 5,2%.

Já a quantidade de anúncios removidos pela Associação nesse período aumentou 7%, indo de 11,9 mil a 12,8 mil. Portanto, o fator que de fato levou à diminuição percentual de conteúdos removidos no terceiro trimestre deste ano em relação ao ano passado foi a quantidade de links derrubados, que passou de 10.543 a 7.882, apresentando uma queda de 33,7%.

Deixe seu comentário