itelligence conclui aquisição da FH S.A. no Brasil

0
23

A itelligence AG anunciou a conclusão da aquisição da FH S.A Brasil, realizada dia 11 de dezembro. O contrato de compra da consultoria foi divulgado ao mercado em 3 de outubro de 2019.

Segundo Norbert Rotter, CEO da itelligence AG, neste início de 2020 a itelligence começa um novo ciclo no Brasil e na América do Sul, juntamente com a FH S.A. "Essa aquisição possibilita para a itelligence AG a abertura de um dos mercados SAP que mais crescem hoje. A FH possui a solução fiscal líder de mercado GUEPARDO para SAP no Brasil, além de um profundo conhecimento no desenvolvimento de software baseado em SAP, o que representa um ativo estratégico global para a itelligence e a NTT DATA Business Solutions".

No mercado desde 1999, a FH é uma das principais empresas de consultoria em SAP do Brasil. Sua solução fiscal – GUEPARDO – é utilizada por companhias dos mais diferentes segmentos, que, juntas, representam mais de 8% do PIB do Brasil. A companhia também possui reconhecimento global com projetos de implementação SAP em mais de 30 países, sendo a principal fornecedora da América Latina na área de experiência com o cliente (customer experience), com um portfólio de soluções completo e cases de sucesso no Brasil e no exterior.

Ricardo Fachin, CEO da FH, comenta: "Com receita de R$ 168 milhões (37 milhões de euros) em 2019, que representa um aumento de 25% em relação a 2018, a FH entra em 2020 com uma visão otimista de mercado e planeja atingir R$ 200 milhões neste ano (44 milhões de euros). Existem novos projetos em andamento, incluindo a expansão para outros países da América Latina e novas ofertas baseadas em inteligência artificial, como o machine learning, deep learning e Big Data".

Com essa aquisição, a itelligence expande sua presença em uma das regiões econômicas que mais crescem no mundo atualmente. Segundo a IDC e a Gartner, o Brasil é o oitavo maior mercado de TI do mundo. Após crescer 9,8% em 2018, analistas de mercado esperam uma taxa de crescimento acima da média global até 2024.

Deixe seu comentário