Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Twitter diz que EUA, Turquia e Rússia foram recordistas em requisições de...

Twitter diz que EUA, Turquia e Rússia foram recordistas em requisições de dados de usuários

0
Publicidade

O Twitter divulgou seu relatório de transparência, afirmando que os pedidos do governo de diversos países para obter informações sobre os seus usuários e remoção de conteúdos online aumentou significativamente no segundo semestre de 2014, especialmente na Rússia, a Turquia e nos EUA.

No seu relatório semestral de transparência, a rede de microblogs diz que recebeu 84% mais pedidos de remoção de conteúdos e 40% mais pedidos de informações sobre usuários de governos do mundo inteiro, no período de 1º julho a 31 de dezembro de 2014, na comparação com os primeiros seis meses do ano.

O relatório é parte de um esforço da empresa para lançar luz sobre a questão da vigilância de governos e seus usuários. No ano passado, o Twitter abriu um processo contra o governo dos EUA, alegando que as restrições sobre as informações que a empresa faz sobre demandas de órgãos de vigilância visam preservar a liberdade de expressão.

A Turquia elevou em pedidos de retirada de conteúdos à rede de microblogs no período de seis meses, disse o relatório. O governo turco emitiu 477 pedidos para remoção conteúdos do site, no período, um aumento de 156% na comparação com os seis meses anteriores. A empresa disse que os conteúdos foram retidos em 50% dos casos. A Rússia apresentou 91 pedidos de remoção de conteúdos no período e a Alemanha apresentou 43 pedidos.

Já os EUA lideraram as solicitações de dados sobre usuários da rede de microblogs, com um aumento 29% no período, totalizando 1.622 pedidos. O Twitter diz que as demandas subiram 8% e informa que fornece algumas informações em 80% dos pedidos. A Turquia tornou-se o segundo país com maior número de solicitações de informações sobre usuários com 356 pedidos, enquanto a Rússia, que nunca havia solicitado os dados sobre usuários, apresentou 108 solicitações no período. Nenhuma informação foi fornecida a esses dois países, afirma o Twitter.

O Twitter tem emitido relatórios de transparência desde 2012 para divulgar a frequência das solicitações de governos sobre dados de usuários e retirada de conteúdos. A empresa diz que está tentando obter autorização para fornecer ainda mais detalhes aos usuários sobre as informações que repassa às autoridades governamentais.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile