ABIQUIFI e Apex-Brasil mapeiam startups brasileiras para participarem da BIO Digital 2021

0
148

Com o intuito de ampliar a participação das empresas das cadeias produtivas de farmoquímicos, farmacêutico e biotecnologia de saúde humana e animal brasileira no cenário internacional, a ABIQUIFI (Associação Brasileira da Indústria de Insumos Farmacêuticos) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e de Investimentos) estão à frente do BPH (Brazilian Pharma & Health).

O projeto visa, por meio da realização de ações, capacitar as empresas participantes para o processo de internacionalização, aumento das exportações e atração de investimentos. Neste ano, uma das ações do BPH é o mapeamento e capacitação de startups brasileiras que participarão tanto da BIO Digital 2021 como do VI Summit Brasil. O mapeamento contou com o apoio da Biominas Brasil e seu objetivo é ampliar a atração de investimentos e auxiliar no processo de internacionalização de soluções brasileiras em saúde criadas por startups inovadoras.

A BIO Digital, maior evento do setor de biotecnologia no mundo, é a versão virtual da BIO International Convention, que assumiu tal formato em 2020 por conta das restrições de mobilidade e distanciamento social impostos pelas medidas sanitárias preventivas contra o covid-19. O evento contará com palestras, painéis de debate, apresentações e reuniões de negócios, acolhendo milhares de líderes e representantes renomados do setor de biotecnologia mundial.

A edição de 2021 da BIO Digital, que acontecerá nos dias 10-11 e 14 a 18 de junho, terá ainda um momento destinado ao Brasil em que as startups selecionadas pelo BPH (Brazilian Pharma & Health) poderão, em uma oportunidade imperdível, se apresentar para os participantes e mostrar suas ideias e soluções promissoras para potenciais parceiros e investidores vindos de diversos países.

Já o VI Summit Brasil, que este ano também acontecerá no formato virtual no dia 8 de junho, tem o objetivo de apresentar uma visão atual do setor de biotecnologia no Brasil levando em consideração os desafios impostos pela pandemia, bem como as oportunidades oferecidas ao investimento estrangeiro nesse setor. Os participantes terão a possibilidade de interagirem com líderes governamentais, executivos de grandes empresas e investidores.

"O SUMMIT é um momento importantíssimo para ajudar no direcionamento dos investimentos dentro do país e trazer ao conhecimento público das tecnologias de vanguarda para o tratamento de doenças." – declara Norberto Prestes, Presidente Executivo da ABIQUIFI (Associação Brasileira da Indústria de Insumos Farmacêuticos).
Para avaliar os aspectos negociais das startups/soluções, este mapeamento usará uma metodologia desenvolvida pela Apex-Brasil e adaptada pela Biominas Brasil, tendo como foco os seguintes segmentos:

Áreas terapêuticas:

• Oncologia;
• Cardiovascular;
• Neurologia;
• Respiratório;
• Sistema digestivo e hormonal.

Produtos em saúde:

• Cuidado ao Paciente;
• Devices/Drug-Delivery;
• Diagnóstico;
• Ensaios clínicos;
• Equipamentos Laboratoriais e consumíveis.

Após o Mapeamento, o programa BPH selecionará as startups que receberão os seguintes incentivos:

• Até 5 startups ganharão acesso à BIO Digital 2021;
• Até 5 startups realizarão um pitch na BIO Digital 2021;
• Até 5 startups farão um pitch no VI Summit Brasil;
• Até 10 startups sairão na Revista BioBr;
• Até 10 startups terão um pitch paper feito pela Biominas;
• Até 10 startups terão uma capacitação/mentoria.

Deixe seu comentário