Veracel implementa processo digital de monitoramento de pragas e doenças no viveiro de mudas de eucalipto

0
81

A Veracel, empresa de celulose localizada no Sul da Bahia, deu mais um passo em sua transformação digital, dessa vez na área de viveiros de mudas de eucalipto. A companhia acaba de ampliar o monitoramento que já era realizado em todas as etapas de produção das mudas da área de Melhoramento Genético para gerir também de forma digital as informações de monitoramento e a aplicação de defensivos de todo viveiro. Em 2021, serão monitoradas cerca de 13 milhões de mudas até o final do processo de produção para expedição, além das cepas nos minijardins.

Na Veracel, a produção de mudas é realizada por propagação vegetativa, isto é, realizada a partir de partes da planta (propágulos), originando mudas de eucalipto geneticamente idênticas à planta-mãe, as chamadas "minicepas", que ficam localizadas nos mini jardins do viveiro da companhia plantadas em calhas. A partir destas minicepas, são coletadas estacas (galhinhos) que são plantadas no em tubetes plásticos, para posteriormente formarem novas mudas de eucalipto. Ao todo são monitoradas cerca de 200 calhas semanalmente com o uso deste aplicativo.

"Com a ampliação da ferramenta que já era utilizada pelo time de Melhoramento Genético da empresa, passamos a ter informações mais rápidas e mais rastreáveis sobre as mudas do viveiro", afirma Rafael Tiburcio, especialista em Sanidade Florestal da Veracel. "Isso gera relatórios precisos para orientar a aplicação de defensivos, evitando perdas e aumentando ainda mais nossa eficiência. São cerca de 300 avaliações, que antes eram digitadas manualmente todas as semanas, e que, com a tecnologia, passam a ser computadas digitalmente, facilitando a gestão do conhecimento e o gerenciamento de relatórios de recomendações que melhoram muito nossa precisão para o momento de uso dos defensivos", ressalta o especialista.

A ferramenta já possuía a tecnologia de QR Code atrelada a cada muda de eucalipto, permitindo o monitoramento diário das etapas de produção de uma média de 15 mil mudas da área de Pesquisa por semana. Agora, essa mesma tecnologia será utilizada pela equipe de Sanidade Florestal, responsável pelo manejo de pragas e doenças no viveiro de mudas comerciais para identificação dos locais de monitoramento.

A nova possibilidade de uso da ferramenta foi desenvolvida em parceria com o fornecedor, que adequou e ampliou o escopo do monitoramento de acordo com as necessidades da Veracel e agora poderá oferecer essa opção em seu pacote de produtos, para apoiar o processo produtivo de outras companhias do segmento florestal.

Deixe seu comentário