Publicidade
Início ESG 69% dos CEOs mundiais veem a sustentabilidade como uma oportunidade de crescimento,...

69% dos CEOs mundiais veem a sustentabilidade como uma oportunidade de crescimento, diz pesquisa do Gartner 

0
Publicidade

O Gartner revela que 69% dos CEOs (Chief Information Officers) veem a sustentabilidade como uma das principais oportunidades de crescimento empresarial durante 2024, de acordo com sua mais recente pesquisa com CEOs e executivos seniores.

“À medida que os CEOs redefinem suas estratégias de longo prazo, a sustentabilidade ambiental continua sendo um dos principais fatores que moldarão a competição,” diz Kristin Moyer, Vice-Presidente e analista do Gartner. “Apesar de muitas ações corporativas superficiais, as condições econômicas recentes poderiam ter desencadeado um retorno ao ceticismo em relação ao ESG (sigla de ambiental, social e governança) e um foco no lucro a todo custo. No entanto, o compromisso geral dos CEOs parece inabalável.”

A pesquisa 2024 Gartner CEO and Senior Business Executive foi conduzida de julho a dezembro de 2023 com mais de 400 CEOs e outros executivos de alto escalão da América do Norte, Europa, Ásia/Pacífico, América Latina, Oriente Médio e África do Sul, pertencentes a diferentes indústrias e de empresas com receitas e tamanhos diversos.

“A sustentabilidade consistentemente permanece entre as 10 principais prioridades de negócios, superando até mesmo produtividade e eficiência este ano,” diz Moyer. “Líderes e investidores sabem que comportamentos corporativos ambientalmente negligentes são um risco de médio a longo prazo para os resultados empresariais, com um grande preço a ser pago quando os fatores ambientais são ignorados como externalidades. No entanto, CEOs inteligentes percebem que grandes desafios de sustentabilidade criam novas áreas de oportunidade de negócios.”

Alcançando o Crescimento Sustentável dos Negócios: De acordo com a pesquisa anual do Gartner, as principais maneiras pelas quais os CEOs estão utilizando a sustentabilidade para impulsionar o crescimento dos seus negócios são por meio de produtos e serviços sustentáveis (33%); práticas empresariais sustentáveis (18%); engajamento das partes interessadas (18%); e descarbonização (18%). Investimentos e inovação digitais estão classificados em nono lugar com 8%.

Sustentabilidade Ambiental para Impulsionar o Crescimento dos Negócios

Fonte: Gartner (Junho 2024)

“A tecnologia digital pode acelerar o progresso em direção às metas de sustentabilidade, indo além da conformidade para ajudar as empresas a alcançarem objetivos, a gerarem novos modelos de negócios e liberarem novas fontes de receita”, diz Moyer.

O Gartner afirma que a tecnologia digital desempenha um papel importante na promoção tanto de resultados financeiros quanto de sustentabilidade. Por exemplo, a Internet das Coisas (IoT – de Internet of Things, em inglês), Data & Analytics podem otimizar turbinas eólicas, reduzindo custos e emissões de gases de efeito estufa. A Inteligência Artificial (IA)e a Internet das Coisas podem reduzir custos e desperdícios de alimentos, enquanto o mercado de economia circular pode criar novas receitas e reduzir desperdícios.

Mudança Climática Conduzindo a Agenda: A pesquisa do Gartner revela que 54% dos CEOs afirmam que suas empresas são afetadas, pelo menos moderadamente, pelas mudanças nos padrões climáticos. Mais da metade (51%) reconhece que essas mudanças estão causando ou já causaram modificações no modo como operam. “Os CEOs veem que a mudança climática está provocando alterações nos padrões climáticos que já estão impactando diretamente suas operações empresariais”, diz Moyer. “Essas operações precisam ser adaptadas, com a tecnologia desempenhando um papel vital na condução dessas mudanças, especialmente na dinâmica das cadeias de suprimentos.” A pesquisa do Gartner mostra que o maior impacto das mudanças nos padrões climáticos citado pelos CEOs é nas dinâmicas operacionais (30%), particularmente nas mudanças logísticas, como armazenamento, tempo e roteamento das entregas. Realocações (incluindo nearshoring) vêm em segundo lugar (14%), seguidas por automação, tecnologia e dados (13%).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Sair da versão mobile