Ministério Público do RJ migra 7,5 mil usuários para Office 365 na nuvem

0
40

Visando aprimorar seus processos e avançar no campo digital por meio da melhora dos parâmetros de segurança cibernética, atualização e ampliação da escalabilidade das caixas de e-mail e implementação de soluções que permitiriam a utilização racional dos recursos de TI, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) migrou 7,5 mil usuários para o Microsoft Office 365.

"Uma das nossas dificuldades era encontrar uma plataforma que atendesse à nossa crescente demanda de repositório de alguns arquivos digitais. Além de tudo, necessitávamos de um ambiente que possibilitasse a integração e o fortalecimento da comunicação institucional do MPRJ", explica Sandro Nunes, diretor de TI da Secretaria de TIC do órgão. Com estes objetivos traçados, o MPRJ contou com o direcionamento da integradora Brasoftware para chegar ao Office 365, sua primeira experiência com nuvem.

O primeiro passo para colocar em prática o projeto foi realizar uma análise do ambiente digital do cliente para avaliação e melhor compreensão do perfil de usuários e como poderia ser feita a possível migração, analisando as melhores soluções. Compreendido os perfis, a primeira etapa do projeto de migração foi uma adequação do ambiente do MPRJ para que estivesse 100% compatível com o Exchange Online 365.

Após a migração, o MPRJ passou a ter acesso as novas ferramentas de produtividade e colaboração, otimizando os processos e ajudando os seus usuários a colaborarem com maior eficiência. "Um dos objetivos do MPRJ era disponibilizar um aumento significativo dos mailboxes dos usuários, que inicialmente era de 5GB e passou para 100GB. Além de migrar e centralizar os seus arquivos no SharePoint online, para uma maior produtividade e colaboração entre as equipes", comenta Rafael Freitas, executivo de Soluções Microsoft da Brasoftware.

Para ele, o maior desafio do projeto foi desmistificar a nuvem como uma solução ideal para os desafios que o MPRJ vinha enfrentado – uma vez que era o primeiro contato da entidade com essa plataforma tecnológica. "O órgão não tem mais a necessidade de manter esses serviços em seu datacenter, e isso foi uma quebra de paradigma para eles, pois ainda havia dúvidas se a mudança para o Office 365 supriria todas as necessidades e perfis dos usuários a médio e longo prazo", afirma.

Além da implementação, foram realizados treinamentos de 40 horas para equipe técnica administrativa. "Executamos também, workshops nos diversos CRAAIS distribuídos pelo Estado do Rio de Janeiro, para demonstrar todos os benefícios e recursos disponíveis da solução no MPRJ", concluiu Freitas da Brasoftware.

Deixe seu comentário