Dell é investigada nos EUA por venda de computadores ao governo da Síria

0
65

A Dell está sendo investigada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ, na sigla em inglês) em razão da venda de computadores para o governo da Síria, conforme informações constantes em documento da própria fabricante, divulgado na última segunda-feira, 9, ao qual teve acesso o Digits, blog de tecnologia ligado ao The Wall Street Journal.

Em documento protocolado em julho na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador do mercado de capitais americano, um funcionário da Dell disse que a empresa tem cooperado com a investigação em andamento sobre a possível venda de equipamentos para a Síria através de um distribuidor com sede em Dubai, nos Emirados Árabes.

Decreto do governo dos EUA proíbe a venda da maioria dos produtos fabricados no país para a Síria, sendo que as vendas de equipamentos de tecnologia têm tido ainda mais restrições, em decorrência das denúncias de abusos aos direitos humanos por parte do governo sírio.

Em resposta, um representante da Dell afirmou que a companhia "exige que todos seus revendedores cumpram com as leis e regulamentos do comércio dos EUA, assim como a Dell faz.". Segundo ele, revendedores de produtos e serviços da fabricante estão contratualmente proibidos de vender ou transportar qualquer tecnologia que violam tais leis.

Deixe seu comentário