Kaltura inicia oferta de plataforma de vídeo no Brasil

0
28

A Kaltura, desenvolvedora de plataforma aberta de vídeo do mundo, inicia operações no Brasil e traz suas soluções e ferramentas englobando armazenamento, distribuição, transmissão ao vivo e interatividade. Com mais de 300 mil sites fazendo uso da plataforma, a empresa tem entre os seus clientes companhias e instituições como HBO, Harvard, Bank of America, Stanford, SAP, Siemens, Nestlé e Zappos.

Ela foi criada em 2006 por Ron Yekutiel, Shay David, Michal Tsur e Eran Etam e atualmente possui sua sede em Nova York e seu centro de pesquisa e desenvolvimento em Israel. Desde sua fundação, já recebeu mais de US$ 70 milhões em investimentos. A Kaltura surgiu com a intenção de facilitar a vida de quem produz conteúdo em vídeo, auxiliando na publicação e transmissão online. Atualmente, além da conversão automática dos vídeos para todos os tipos de dispositivos, ela se integra automaticamente aos mais diferentes softwares e plataformas, com destaque para ensino à distância, publicidade e relatórios.

A empresa foi recentemente reconhecida pela publicação Forbes, como "uma das seis empresas de tecnologia que mais crescem"; no site VentureBeat como "Próxima empresa bilionária de tecnologia"; pelo Business Insider, como "uma das 5 startups que estão revolucionando a educação".

O modo de funcionamento da plataforma Kaltura é simples e se adapta ao formato e às necessidades de cada cliente. Para aqueles que já possuem conteúdo em vídeo, ela permite ainda a criação instantânea de um portal próprio, com login e organização por metadados. Com seu funcionamento todo na nuvem e o player "inteligente", a entrega da melhor versão do vídeo se dá em função do dispositivo do usuário e da velocidade de sua conexão.

O Brasil, figurando como o 8º maior mercado educacional do mundo, representa um campo repleto de oportunidades para a empresa. O País possui mais de 37 milhões de alunos entre o ensino fundamental e médio e os investimentos nessa área passarão de US$ 123 bilhões, em 2012, para US$ 229 bilhões, em 2017, já ultrapassando o Reino Unido em 2014, segundo dados de pesquisas realizadas pela BETT, evento global de educação.

De acordo com Juancarlos Santamaria, diretor da Kaltura para América Latina, "a ferramenta de vídeo online é cada vez mais importante dentro da sociedade e tem sido algo fundamental para este momento em que a economia brasileira passa a requerer mais qualificação de seus profissionais. Há um potencial incrível e queremos fazer parte deste grande processo transformador". 

Deixe seu comentário