Wikipass recebe aporte de investidores

0
34

Wikipass, portal colecionador de conteúdo gratuito, que permite visualizar e gerir contas das redes sociais em interface única recebeu R$ 1 milhão com a venda de 25% da companhia para um grupo de quatro investidores, incluindo pessoas físicas e fundos, sem no entanto revelar nomes. As vendas de participação foram realizadas ao longo dos últimos meses, e o dinheiro captado está sendo aplicado à estruturação do modelo de negócios da startup, que ainda tem 15% do seu capital aberto a investimentos. 

De acordo com Diego Boufleur, fundador e diretor executivo da empresa, para atrair investimentos, a Wikipass fez um trabalho junto ao escritório de advocacia Mambini, especializado em fusões e aquisições, transformando a empresa numa S.A, com um estatuto que transmita segurança aos investidores. 

Ainda de acordo com Boufleur, antes de começar a faturar com o portal, uma das metas da empresa é crescer a sua base de usuários, atualmente em torno de cinco mil, a uma taxa de cerca de 30% ao mês, atingindo a marca de 70 mil até o final de 2014. 

O portal Wikipass, fundado em 2012, em Caxias do Sul, na serra gaúcha, foi pensado para facilitar o cotidiano de quem navega utilizando diversas plataformas da web ao mesmo tempo. A ferramenta é totalmente gratuita e segura, não acessa ou salva as senhas de seus usuários. 

Uma das principais funcionalidades e diferencial do Wikipass é o recurso "GRUP", que possibilita ao usuário salvar e organizar os conteúdos (feeds) de seu interesse direto das redes sociais. O recurso não tem limite de armazenamento e deixa os dados salvos e disponíveis, podendo ser acessados a qualquer momento pelo usuário. O conteúdo pode ser captado nos feeds do Twitter, Facebook, LinkedIn e dos canais do YouTube. Em breve, será incluído também o Instagram.

Deixe seu comentário