Nuvem será destaque nas principais tendências para 2022

0
8

Armazenar dados com segurança e ter acesso a essas informações de forma eficiente é  fundamental para empresas de qualquer segmento. É nesse cenário que a computação em nuvem conquistou relevância e seguirá sendo necessária para colocar de pé as principais tendências de 2022. Aponto a seguir três áreas que serão destaque nos próximos meses e que estão relacionadas com a tecnologia em nuvem.

5G

O 5G está presente em algumas poucas cidades do mundo, mas só agora entra em uma fase mais ampla de implantação. Se tudo caminhar como esperado, os Estados Unidos, por exemplo, vão implantar o serviço ainda neste mês. E outros países, como o Brasil, seguirão o mesmo caminho.

O relatório Ericsson Mobility Report publicado em novembro do ano passado estima que 2 bilhões de pessoas terão cobertura 5G até o fim deste ano. Em cinco anos, essa conexão será responsável por 62% do tráfego de dados por smartphones em todo o mundo.

A alta velocidade da quinta geração da internet móvel abrirá também uma nova fase para a  internet das coisas (IoT, sigla já famosa em inglês), para a inteligência artificial e para o machine learning e, por consequência, gerará um volume incalculável de dados.

Sensores, robôs, câmeras, celulares e outros equipamentos vão enviar e receber informações para a nuvem o tempo todo, por ser o que há de mais moderno e ágil em armazenamento.

Cibersegurança

Em um relatório divulgado pela consultoria Gartner, em dezembro do ano passado, 30% das empresas enfrentarão falhas de segurança até 2025, resultando em consequências graves. Isso porque os dados coletados e gerados pelas empresas têm grande valor e são cobiçados pelos cibercriminosos. Com um volume tão grande de informações hoje em dia, a segurança é prioridade.

Um bom servidor tem protocolos de contingência ao identificar a atividade de um hacker ou qualquer tipo de violação. Uma ação rápida evita prejuízos, reduz as possíveis perdas de dados e garante que a operação de um negócio seja mantida.

O Cloud Disaster Recovery ou Recuperação de Desastres na Nuvem, por exemplo, é  um dos recursos que ajudam a minimizar prejuízos  e recuperar rapidamente os sistemas críticos de uma empresa.

Data science

Empresas de pequeno, médio e grande porte devem saber interpretar as informações armazenadas em seu banco de dados. Esse é o papel do data science, e é fundamental para um negócio traçar estratégias, desenvolver soluções e aperfeiçoar processos.

A capacidade de armazenamento e processamento da computação em nuvem traz vantagens também para essa área. Além de garantir acesso facilitado às informações que serão analisadas, têm uma capacidade de armazenamento que pode se adaptar aos diferentes momentos de uma empresa com mais segurança e mais eficiência por um custo mais baixo.

Um estudo da Accenture revelou que as empresas que migram para a computação em nuvem durante a pandemia conseguiram ter uma economia média de 11%.

As mudanças tecnológicas estão acontecendo de forma acelerada e impactam não só na vida das pessoas, mas na rotina das empresas. Independentemente do que está por vir, uma coisa é certa: os dados estão por trás das grandes inovações e a nuvem estará presente nessas transformações.

Armindo Sgorlon, atua como empreendedor desde os 23 anos. O empresário possui MBA em Gestão Estratégica pela USP e acredita que a tecnologia é capaz de transformar todos os setores e negócios. Atualmente é CEO da SGA TI em Nuvem.

Deixe seu comentário