Como o BI engaja funcionários e aumenta a produtividade

2
0

Com o avanço da tecnologia nas plataformas que suportam a área de Business Intelligence, as informações estratégicas não são mais propriedades exclusivas dos gestores. Podemos afirmar que o BI tem contribuído efetivamente para que o uso dos dados nas organizações seja democratizado, possibilitando o acesso a funcionários de diferentes áreas e cargos. E as empresas só têm a ganhar com este empoderamento.

A simplicidade das novas plataformas é um dos fatores que contribuem para este novo cenário. Hoje em dia as ferramentas são mais visuais, capazes de resumir em gráficos e tabelas – que são facilmente gerados – as informações mais complexas, sem demandar envolvimento de especialistas.  A usabilidade ganhou destaque. Assim, como diz o conhecimento popular, uma imagem, realmente, pode mostrar ou valer mais que mil palavras.

Dos gestores aos funcionários de chão de fábrica, todos podem acompanhar seus indicadores com facilidade. Cada um tem acesso às informações que competem ao seu perfil profissional. Os funcionários – que ganham acesso aos dados – tornam-se capazes de dar respostas mais ágeis, além de entender melhor as necessidades da corporação e resolver, com mais facilidade, os desafios apresentados. A transparência gera um ambiente de trabalho muito mais produtivo. Os processos ficam mais assertivos e conhecidos. E estes são somente alguns dos benefícios percebidos pelas empresas ao compartilharem seus dados com sua base de funcionários.

Mas por que isso é realmente importante? Empoderamento e engajamento estão diretamente relacionados ao ROI. Um estudo realizado pela consultoria de gestão de negócios Hay Group indica que funcionários altamente engajados têm a capacidade para melhorar o desempenho dos negócios em até 30% e que os funcionários totalmente comprometidos têm 2,5 vezes mais chances de ultrapassar as expectativas de desempenho do que seus colegas "descomprometidos".

Ou seja, quanto mais engajado está o funcionário, mais ele acredita na empresa e trabalha disposto a alcançar os resultados.

E o caminho para a conquista deste engajamento passa por quatro estágios relacionados à empresa e aos seus objetivos de negócios: conhecimento; entendimento e preocupação; apoio e envolvimento; e finalmente, engajamento.

Descentralizar o acesso aos dados estratégicos é parte fundamental para chegar à etapa final deste caminho. Ao tornar dados relevantes acessíveis, as empresas permitem que os funcionários se engajem com as questões realmente críticas do negócio, contribuindo diretamente para o crescimento. E, com o cenário econômico atual que estamos enfrentando, qual empresa não quer crescer?

Simoni Oliani, CEO da Toccato.

2 COMENTÁRIOS

  1. Ola Simoni. Concordo plenamente com sua materia e posição. Quanto maior informação a equipe operacional tiver, maior engajamento e maior alinhamento estratégico a empresa terá.

    Parabéns pela matéria.

  2. Concordo plenamente. Um dos principais problemas da falta de conectividade entre o nível estratégico e o nível gerencial das organizações e consequentemente com reflexos sérios na área operacional, sempre foi a sonegação de informações. Hoje finalmente e para a graça das empresas inteligentes, executivos estão abrindo e compartilhando os dados importantes da empresa e sobretudo fazendo com que os seus pares estejam mais plugados à informação e a tudo aquilo que é estratégico, isto é, o que de fato interessa à organização. Fazer uma administração estratégica hoje, é sobretudo compartilhar informações e fazer dos colaboradores, elementos partícipes em todos os processos. Isto incentiva sua criatividade, suas iniciativas, seu poder empreendedor dentro da corporação.

Deixe seu comentário