Nuvini adquire empresa de SaaS para óticas Ipê Digital

0
305

A Nuvini, grupo de empresas de Software as a Service (SaaS) criado pelo empresário e investidor Pierre Schurmann, segue firme no plano de adquirir 15 empresas até o final de 2021 e acaba de fechar a compra da Ipê Digital, plataforma de sistema de gestão para óticas do Brasil, que possui como principal produto a SsOtica . Esta é a segunda aquisição anunciada pela nuvini em dois meses. Recentemente, o grupo divulgou a compra da leadlovers.

Criada em 2010 por Rafael Barros Nunes (CEO), a Ipê Digital conta hoje com os sócios Fernando Marques Araujo (CTO), Geraldo Rubens Nunes (Diretor Financeiro e Administrativo) e Roberto Viana (COO). Além dos investidores anjos Danilo Borges e Oleir Borges. Sediada em Uberlândia (MG), a empresa atende mais de 3,8 mil clientes, espalhados por mais de 1 mil cidades pelo Brasil.
Com foco no mercado de óticas, a empresa oferece serviços via SaaS específicos para esse nicho e que visam facilitar a gestão do negócio, como controle e organização de caixa, serviços de pós-venda e marketing on-line, cobrança via aplicativos, fluxo de notas, histórico completo dos consumidores, informações sobre produtos mais vendidos, entre outros. Só em 2020, o sistema registrou mais de 2,5 milhões de vendas, gerando R? 1,1 bilhão em produtos comercializados.

De acordo com Nunes, CEO e Fundador da Ipê Digital, a empresa atende atualmente cerca de 10% do total de óticas existentes no Brasil. O objetivo com a nuvini é alcançar de 20% a 30% do mercado. "Hoje temos uma base considerável, mas com essa nossa entrada no time da nuvini, queremos dar o próximo passo e avançar estrategicamente para conseguir uma parcela maior desse segmento. Iremos começar a monetizar a nossa base instalada, entregando mais opções e deixando a produção mais rentável, com investimentos em produtos, tecnologia e pessoas", comenta.

Para o CEO da nuvini, Pierre Schurmann, a aquisição fará com que a Ipê Digital tenha ainda mais força para alavancar no segmento. "A soma de recursos e do trabalho em conjunto com a nuvini vai permitir que a Ipê Digital explore todo o seu potencial de novos negócios. Para nós é a oportunidade de expandir para novos ramos, formando um grupo de SaaS forte e variado, potencializando a transformação digital em diversos setores", destaca.

Mais aquisições

A nuvini faturou R$ 20 milhões em 2020. O grupo continuará adquirindo empresas de SaaS em 3 verticais de negócios – Marketing e Vendas, Produtividade e Finanças e Controle. O foco são negócios com mais de cinco anos de operação e que faturem entre R$ 20 e R$ 50 milhões. O planejamento até 2025 é realizar 100 aquisições, alcançando R? 4 bilhões em faturamento e R$ 1 bilhão em Ebitda.
Inédito no Brasil, o modelo adotado pela nuvini permite que os fundadores mantenham uma participação nas startups adquiridas e também se tornem acionistas do grupo. O modelo é inspirado na Constellation Software , grupo canadense com mais de 250 empresas e listado na Bolsa de Toronto.

"Este modelo incentiva que todos os empreendedores foquem no crescimento de seus negócios, já que, ao terem participação no grupo, quando uma startup alcança boa performance, todos os demais ganham. De um lado, trazemos liquidez aos investidores anjo que ajudaram a levantar os negócios em seus primeiros dias e, de outro, continuamos incentivando que os empreendedores fortaleçam suas startups, ganhem maior tração e sigam crescendo", destaca Schurmann.

Pioneiro da Internet

Pierre Schurmann está entre os empresários que inauguraram o mercado de internet no Brasil. Empreendedor serial, já fundou sete empresas, das quais três são líderes de mercado. Em 1997, foi co-fundador do Zeek!, site de busca adquirido um ano após seu lançamento pela StarMedia, empresa em que assumiu a Diretoria de Novos Negócios. Em seguida, foi co-fundador e vice-presidente da Ideia.com, fundador e CEO da Conectis Experience Marketing, do Experience Club e da Bossa Nova Investimentos.
O time da nuvini é formado por profissionais experientes que vieram de empresas de tecnologia, como Google e TIVIT, e do mercado tradicional, como Pátria e Multiplus.

Deixe seu comentário