Investidores sofrem perda de até 9% com oferta de títulos da Apple

0
12

Os investidores que imaginavam elevar seus ganhos com a compra de títulos de longo prazo da Apple amargam perda de até 9% com a oferta desses papéis pela empresa, que colocou à venda em abril passado US$ 17 bilhões em títulos. A razão foi uma curva acentuada da taxa de juros, o que provocou um sell-off (liquidação) e reduziu centenas de milhões de dólares do valor dos papéis da fabricante, segundo o Financial Times.

De acordo com o jornal britânico, a Apple vendeu US$ 3 bilhões em títulos com vencimento em 2043, o que representa uma baixa nos juros de 3,9% pelos próximos 30 anos. O preço desses títulos caiu de 99,418% para 90,36% do valor de face (valor nominal), que se refere ao valor pago ao investidor na data de vencimento. Os investidores pagaram 99,418% do valor de face pelos novos títulos, mas a demanda foi tão grande que conseguiram trocar por um preço maior que 101,97% no mercado secundário — no qual ocorrem as negociações contínuas de papéis já emitidos e investidores fazem troca entre si, sem o envolvimento das companhias que emitiram os papéis.

Apesar de todo o frenesi causado em Wall Street por conta da venda dos títulos, autoridades do Federal Reserve, o banco central americano, sugeriram que podem começar a diminuir as compras de títulos públicos, o que pode fazer com que os negociadores elevem suas taxas de juros e, consequentemente, reduza a atratividade dos títulos corporativos, que perderam valor.

Os títulos da Apple com vencimento mais longo sofreram quedas mais acentuadas, mas até os com vencimento de cinco a dez anos tiveram recuo no preço. Os títulos de US$ 5,5 bilhões, com vencimento em 2023, agora possuem valor de mercado de US$ 5,2 bilhões.

A venda dos títulos da fabricante visa o pagamento de dividendos de US$ 100 bilhões aos acionistas durante os próximos três anos.

Deixe seu comentário