Mobile Wallet: você já tem a sua?

0
9

Se repararmos bem, termos como 'mobile marketing', 'mobile commerce' e 'mobile payment' eram, até há pouco tempo, meros desconhecidos. Nos últimos meses, no entanto, temos começado a nos habituar, tamanha a quantidade de vezes que estes nomes são mencionados na mídia.

Agora, este  grupo de soluções de mobilidade ganha mais um membro: o 'mobile wallet'. Isso porque sabemos o quanto os celulares vêm mudando, significativamente, o hábito dos consumidores.

Levantamento realizado pela Mobile Marketing Association (MMA), com o objetivo de analisar o comportamento dos usuários de smartphone no Brasil, revelou que 37% dos entrevistados já deixaram de comprar em uma loja física após consultar o preço de um produto pelo smartphone (m-commerce).

O estudo destacou também que 22% dos entrevistados já visitaram uma loja física por influência de uma publicidade vista no aparelho. Este cenário confirma o grande potencial do mobile walle', ou carteira móvel (na tradução livre do inglês para o português), no Brasil, uma vez que esta iniciativa será integrada com ações de mobile marketing e as marcas poderão oferecer aos consumidores, virtualmente, cartões de fidelidade, promoções e descontos, entre vários outros benefícios.

Além de possibilitar o pagamento sem a utilização de um cartão físico, o mobile wallet funciona como uma carteira virtual e proporciona, por exemplo, a utilização dos meios de pagamentos de forma prática e segura, facilitando o dia-a-dia dos consumidores.

Outro diferencial do mobile wallet é possibilitar a convergência entre as lojas físicas e virtuais, promovendo benefícios aos consumidores, como ter acesso a ofertas segmentadas e receber promoções exclusivas, diretamente em seus celulares.

Diversas experiências vêm sendo implementadas ao redor do mundo e mostram que o mobile wallet é um caminho sem volta, já que muitos consumidores já estão preferindo pagar  as contas com celulares e não mais pelos meios tradicionais.

Uma iniciativa que merece destaque é a do Merchant Customer Exchange (MCX). Em 2013, este grupo norte-americano de varejistas, que opera em mais de 80 mil lojas, criou a sua própria carteira móvel. Com a mobile wallet do MCX, os consumidores não realizam apenas pagamentos, eles participam de uma experiência com ofertas, promoções e serviços baseados em localização.

Casos como esse reforçam que os consumidores não querem somente comodidade, praticidade e agilidade, querem segurança e uma experiência de uso rica, indo além de um simples pagamento móvel.

Os varejistas, operadoras e grandes empresas de consumo têm, neste contexto, um papel fundamental, já que podem fortalecer a tríade m-commerce, m-payment e m-marketing e contribuir, consequentemente, para a massificação do mobile wallet no Brasil.

Quem não seguir este caminho será ultrapassado pela concorrência. Quem vai arriscar?

Cristiane Higashi, gerente de Marketing de Novas Mídias da Gemalto.

Deixe seu comentário