Gastos mundiais de usuários finais em Nuvem Pública atingirão quase US$ 500 bi em 2022

0

De acordo com a mais recente pesquisa do Gartner, os gastos mundiais de usuários finais em serviços de Nuvem Pública deverão crescer 20,4% em 2022, totalizando US$ 494,7 bilhões – bem acima dos US$ 410,9 bilhões em 2021. Em 2023, os analistas preveem que este segmento poderá movimentar quase US$ 600 bilhões.

A pesquisa feita pelos analistas Gartner indica que o segmento de Infraestrutura como Serviço (IaaS) deverá experimentar o maior crescimento de gastos em 2022, com alta de 30,6%. Na sequência, aparecem as ofertas de Desktop como Serviço (DaaS), com 26,6% de crescimento, e Plataforma como Serviço (PaaS), que deve chegar a 26,1% de alta 

A nova realidade do trabalho híbrido está levando as organizações a deixar de capacitar sua força de trabalho com soluções tradicionais de computação, com desktops e outras ferramentas físicas no escritório, migrando em direção ao formato de DaaS, mercado que deverá atingir US$ 2,6 bilhões em 2022. A demanda por recursos nativos da Nuvem para usuários finais via PaaS faz com que este segmento movimente US$ 109,6 bilhões em gastos neste ano. 

Previsão de gastos do usuário final de serviços de Nuvem Pública mundial (em bilhões de dólares) 

  2021   2022   2023  
Processos de Negócios como Serviços (BPaaS)   51,4   55,5   60,6  
Aplicações de Plataforma como Serviço (PaaS)   86,9   109,6   136,4  
Serviços de Software como Serviço (SaaS)   152,1   176,6   208  
Serviços de Gerenciamento e segurança de Nuvem   26,6   30,4   35,2  
Infraestrutura como Serviço (IaaS)   91,6   119,7   156,2  
Desktop como Serviço (DaaS)     2,6   3,2  
Total   410,915   494,654   599,840 

Nota: Os totais podem não somar devido a arredondamentos. Fonte: Gartner (Abril 2022). 

O Gartner ainda lembra que os recursos nativos da Nuvem, como conteinerização, plataforma de banco de dados como serviço (dbPaaS) e Aprendizado de Máquina (ML – Machine Learning, em inglês) / Inteligência Artificial (IA) contêm recursos mais ricos do que computação comoditizada, como IaaS ou rede como serviço. Dessa forma, eles geralmente são mais caros, o que está alimentando o crescimento dos gastos. 

A oferta de Software como Serviço (SaaS) continua sendo o maior segmento de mercado de serviços de Nuvem Pública, com previsão de atingir US$ 176,6 bilhões em gastos de usuários finais em 2022. O Gartner espera uma velocidade constante nesse segmento, à medida que as organizações adotam várias rotas para o mercado, com SaaS, por exemplo, e continuam a quebrar suas estruturas de programas legados e monolíticos em partes que podem ser compostas para processos de DevOps mais eficientes.  

Tecnologias emergentes de Computação em Nuvem, como Edge Computing em hiperescala e serviços de acesso seguro de borda (SASE – Secure Access Service Edge, em inglês), estão interrompendo mercados adjacentes e formando novas categorias de produtos, criando fluxos de receita adicionais para fornecedores de Nuvem Pública. 

Deixe seu comentário