Twitter expande limite de 140 caracteres para disputar mercado de mensagens instantâneas

0
0

O Twitter divulgou nesta quarta-feira, 12, o fim do limite de 140 caracteres nas mensagens diretas (DMs). A medida já havia sido divulgada há algum tempo, mas agora começa a ser implantada oficialmente para todos os usuários do microblog. As DMs ilimitadas, que também permitem conteúdo em imagem, vídeo, links, Vines, GIFs animados e emojis, chegará nos apps oficiais para Android e iOS.

Naturalmente, a maior característica do microblog, o limite de caracteres na timeline normal, será mantida. Além dos aplicativos móveis, a novidade chega também em versão web, no aplicativo para desktop TweetDeck e no app para computadores Mac.

Em comunicado, a empresa afirmou que a alteração "é mais um grande passo para tornar o lado privado do Twitter mais eficaz e divertido". Eficiência, de fato, é um ponto: a estratégia torna a empresa mais uma rede social que passa a oferecer serviços de mensagens diretas over-the-top (OTT), o que permite a concorrência direta com aplicativos móveis como WhatsApp. Apesar de ser a própria controladora do WhatsApp, o Facebook oferece plataforma semelhante com o Messenger e com outra subsidiária, o Instagram.

No entanto, oferecer um recurso para troca de mensagens ainda é uma iniciativa tímida. O próximo passo dos apps dedicados é o de oferecer voz sobre IP, seja em formato de pequenas gravações, seja em chamadas OTT. É o que o WhatsApp, Skype, Viber e o Messenger já fazem.

De toda forma, a investida do Twitter é uma tentativa de angariar ou reter base. No último trimestre, a companhia registrou prejuízo de US$ 136,6 milhões, 5% menor do que no segundo trimestre de 2014. A receita com publicidade móvel foi responsável por 88% do total (que foi de US$ 452 milhões, crescimento de 63%).

Deixe seu comentário