Smartphones registram vendas recorde no Brasil no segundo trimestre, aponta IDC

0
1

Os smartphones responderam por 75% das vendas de celulares no Brasil no segundo trimestre, de acordo com pesquisa da IDC, divulgada nesta sexta-feira, 12. Segundo o levantamento, dos 17,9 milhões de aparelhos comercializados entre abril e junho no país, 13,3 milhões foram smartphones, o que representa um crescimento de 22% frente a igual trimestre de 2013. Já os features phones (aparelhos convencionais) tiveram uma queda de 16% na mesma comparação, com 4,6 milhões de aparelhos vendidos.

"O resultado ficou acima da nossa previsão e representa um recorde de vendas não só no Brasil, mas no mundo inteiro. É a primeira vez que o país entra nesse patamar de 13 milhões e o mundo ultrapassa a marca de 300 milhões de smartphones vendidos. A expectativa é de o bom momento persistir e um novo recorde ser batido nos próximos dois trimestres", afirma Leonardo Munin, analista de mercado da IDC Brasil.

Para o analista, existem quatro fatores que explicam o momento: aumento do portfólio de produtos aliado à queda nos preços por parte dos fabricantes; maior investimento dos canais em cima desta categoria – principalmente o varejista; a inclusão deste dispositivo na MP do Bem e a prorrogação da isenção de impostos para smartphones por parte do governo; e o fator principal, que é o usuário com um desejo cada vez maior em estar conectado de onde ele estiver.

Até o fim do ano, a previsão é que 3/4 das vendas sejam de smartphones e apenas 1/4 de feature phones. Para 2018, a IDC Brasil projeta que os aparelhos convencionais não cheguem a 5% do volume total do mercado. Segundo Munin, a chegada de produtos com preços mais atrativos e com configuração mais potente está acelerando a migração de feature phones para smartphones.

Avanço dos phablets

Ainda de acordo com a IDC Brasil, o smartphone com tela acima de 5 polegadas, o chamado phablet, também já caiu no gosto dos brasileiros. A tendência pode ser confirmada pelo crescimento das vendas: 128 mil aparelhos comercializados em 2012, cerca de 2,2 milhões em 2013 e, para este ano, a expectativa é que as vendas cheguem perto dos 5 milhões de dispositivos.

Deixe seu comentário