Em nova parceria de R$ 23,7 mi, Sebrae e EMBRAPII firmam apoiamar pequenas empresas e startups

0
8

O Sebrae vai destinar R$ 23,7 milhões para projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) de startups, micro e pequenas empresas realizados em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII). O acordo entre as duas instituições foi assinado nesta quinta-feira,13, na cidade do Rio de Janeiro, durante o evento Innovation Rio Week.

Esse é o terceiro contrato entre as organizações para fomentar a inovação. A novidade fica por conta da ampliação do apoio financeiro do Sebrae às fases finais da inovação e não somente ao desenvolvimento da tecnologia, como preveem as parcerias anteriores. A mudança acompanha a criação do programa Lab2MKT, da EMBRAPII, que garante recursos não reembolsáveis e acompanhamento técnico aos projetos de startups e pequenas empresas em todo o ciclo da inovação – permitindo que a tecnologia desenvolvida na primeira fase vire produto e chegue ao mercado.

Modelo EMBRAPII

A EMBRAPII financia parte do valor dos projetos inovadores da indústria brasileira com recursos não reembolsáveis e alavanca recursos privados em inovação. O recurso do Sebrae – que já totaliza R$ 80 milhões – é utilizado para apoiar a contrapartida das pequenas empresas, reduzindo em até 80% do custo dos investimentos.

Antes da cooperação com o Sebrae, a exigência de contrapartida financeira das empresas, em alguns casos, limitava o acesso aos recursos da EMBRAPII aos pequenos empreendedores. A parceria entre as duas instituições permitiu o desenvolvimento de 174 projetos de PD&I de 190 empresas, que totalizam R$ 166 mi.

Com o novo contrato, as startups também vão contar com recursos não reembolsáveis do Sebrae para etapas como homologações ou certificações, provas de conceito, lotes piloto, registro de propriedade industrial, entre outros dispêndios. O apoio também poderá ser utilizado em serviços de assessoria qualificada em inovação, design, modelagem de negócios, entre outros, desde que relativos ao projeto desenvolvido em parceria com uma Unidade EMBRAPII.

Modalidade de apoio

O acordo mantém as outras três modalidades de fomento do contrato anterior. A primeira, voltada para o desenvolvimento tecnológico, destina-se aos microempreendedores individuais, startups, micro e pequenas empresas. Até o momento, 94 projetos receberam recursos e suporte técnico para superar seus desafios.

A segunda, chamada encadeamento tecnológico, conta com a participação de empresas de médio e grande porte atuando como parceiras dos pequenos empreendedores. Nesta modalidade, 63 inovações foram desenvolvidas.

E por último, a modalidade de incentivo à aglomeração tecnológica, voltada à criação de consórcios de empresas com interesse comum. A proposta inclui uma ou mais MGEs (Médias e Grandes Empresas) atuando em parceria com pequenos empreendedores, seja como âncora de um projeto de encadeamento produtivo ou tecnológico, seja como apoiadora da iniciativa. Foram 17 projetos apoiados.

Deixe seu comentário