Mercado mundial de PC cresce 10% no ano, apesar do recuo no 4o trimestre de 2021

0
6
As remessas mundiais de PCs totalizaram 88,4 milhões de unidades no quarto trimestre de 2021, uma queda de 5% em relação ao quarto trimestre de 2020, de acordo com resultados preliminares do Gartner, Inc. Este é o primeiro declínio ano a ano após em seis trimestres consecutivos de crescimento. No ano, as remessas de PCs atingiram 339,8 milhões de unidades em 2021, um aumento de 9,9% em relação a 2020.

"Um declínio acentuado no mercado de PCs dos EUA, causado por problemas contínuos na cadeia de suprimentos e o colapso na demanda por Chromebooks, impulsionou a desaceleração deste trimestre", disse Mikako Kitagawa, diretor de pesquisa do Gartner. "Isso provavelmente significa o fim do crescimento maciço e inesperado na demanda de PCs desencadeado pela pandemia.

"No entanto, o declínio do quarto trimestre apenas atenuou ligeiramente o crescimento do mercado de PCs em 2021, que registrou o maior volume de remessas desde 2013. um mercado mais saudável em geral. Como resultado, os volumes anuais de remessas de PCs não devem cair para níveis pré-pandemia por pelo menos 2-3 anos."

Os três principais fornecedores do mercado mundial de PCs permaneceram inalterados no quarto trimestre de 2021, com a Lenovo mantendo o primeiro lugar em remessas (consulte a Tabela 1).

Tabela 1. Estimativas preliminares de remessa de unidades de fornecedores mundiais de PC para o 4T21 (milhares de unidades)

Fabricante Vendas 4T21 Market Share (%) 4T21 Vendas 4T20 Market Share (%) 4T20 Crescimento (%) 4T21-4T20
Lenovo 21,701 24.6 24,623 26.5 -11.9
HP Inc. 18,645 21.1 19,455 20.9 -4.2
Dell 17,196 19.5 15,944 17.1 7.9
Apple 6,846 7.7 6,447 6.9 6.2
Acer Group 6,189 7.0 6,798 7.3 -9.0
ASUS 6,102 6.9 5,359 5.8 13.9
Others 11,714 13.3 14,450 15.5 -18.9
Total 88,392 100.0 93,076 100.0 -5.0

Observações: Os dados incluem PCs de mesa, notebooks, premiums ultramóveis (como Microsoft Surface) e Chromebooks, mas não iPads. Todos os dados são estimados com base em um estudo preliminar. As estimativas finais estarão sujeitas a alterações. As estatísticas são baseadas em remessas vendidas em canais. Os números podem não somar os totais mostrados devido a arredondamentos.
Fonte: Gartner (janeiro de 2022)

As remessas mundiais de PCs da Lenovo caíram quase 12% no quarto trimestre de 2021, o primeiro período de declínio ano a ano para a empresa desde o primeiro trimestre de 2020. Esse declínio foi devido à desaceleração do mercado dos EUA, demanda e oferta fracas de Chromebooks por problemas de cadeia, o que impedia a capacidade da Lenovo de fornecer PCs para clientes corporativos. Esses fatores também contribuíram para o declínio de 4% ano a ano da HP; no entanto, o declínio da HP foi moderado por um crescimento robusto no mercado da Ásia-Pacífico.

A Dell ganhou participação de mercado neste período após registrar um quinto trimestre consecutivo de crescimento. O volume de embarque ultrapassou 17 milhões de unidades pela primeira vez na história da empresa, liderado pelo forte desempenho na América Latina, EMEA e Ásia-Pacífico.

Visão geral regional

O mercado de PCs dos EUA teve seu segundo trimestre consecutivo de declínio de dois dígitos durante o quarto trimestre de 2021, com as remessas caindo 24,2% ano a ano. Essa diminuição foi em grande parte impulsionada por remessas fracas de Chromebooks, pois a demanda das instituições de ensino continuou a diminuir. Embora as vendas de PCs comerciais nos EUA tenham sido geralmente fortes devido à recuperação da economia e à reabertura dos escritórios, os atrasos na cadeia de suprimentos afetaram os volumes de remessas, especialmente no mercado de grandes empresas. A temporada de férias também viu vendas de PCs mais fracas do que em 2020 devido à modesta demanda do consumidor.

A Dell garantiu o primeiro lugar no mercado de PCs dos EUA com base em remessas com 28,5% de participação de mercado. A HP seguiu com 25,9% da participação no mercado de PCs dos EUA (consulte a Tabela 2).

Tabela 2. Estimativas preliminares de remessa de unidades de fornecedores de PCs dos EUA para o 4T21 (milhares de unidades)

Fabricantes Vendas 4T21 Market Share (%) 4T21 Vendas 4T20 Market Share (%) 4T20 Crescimento (%) 4T21-4T20
Dell 5,892 28.5 6,769 24.8 -13.0
HP Inc. 5,357 25.9 8,221 30.2 -34.8
Lenovo 3,097 15.0 4,820 17.7 -35.8
Apple 2,689 13.0 2,520 9.2 6.7
Acer Group 1,125 5.4 1,874 6.9 -40.0
ASUS 906 4.4 961 3.5 -5.8
Others 1,584 7.7 2,084 7.6 -24.0
Total 20,649 100.0 27,249 100.0 -24.2

Observações: Os dados incluem PCs de mesa, notebooks, premiums ultramóveis (como Microsoft Surface) e Chromebooks, mas não iPads. Todos os dados são estimados com base em um estudo preliminar. As estimativas finais estarão sujeitas a alterações. As estatísticas são baseadas em remessas vendidas em canais. Os números podem não somar os totais mostrados devido a arredondamentos.

Fonte: Gartner (janeiro de 2022)

O mercado de PCs da EMEA cresceu 7,4% ano a ano, atingindo 26 milhões de unidades, o maior volume em cinco anos. Este crescimento foi liderado pela procura de PCs empresariais associada à crescente recuperação económica e social, uma vez que muitas empresas, escolas e universidades b

egan a retornar às operações presenciais.

Excluindo o Japão, o mercado da Ásia-Pacífico cresceu 11,5% ano a ano. O mercado de PCs móveis foi particularmente forte na região, já que muitas empresas privadas encomendaram PCs móveis extras em antecipação a uma possível escassez de mercado.

Visão geral anual: Pandemia levou ao renascimento do mercado de PCs

As remessas mundiais de PCs totalizaram 339,8 milhões de unidades em 2021, um aumento de 9,9% em relação a 2020 (consulte a Tabela 3).

Tabela 3. Estimativas preliminares de remessa de unidades de fornecedores mundiais de PC para 2021 (milhares de unidades)

Fabricante Vendas 2021  Market Share (%) 2021 Vendas 2020 Market Share (%) 2020 Crescimento (%) 2021-2020
Lenovo 84,017 24.7 76,113 24.6 10.4
HP Inc. 74,180 21.8 68,181 22.1 8.8
Dell 59,681 17.6 50,736 16.4 17.6
Apple 25,983 7.6 22,008 7.1 18.1
Acer Group 24,335 7.2 22,460 7.3 8.3
ASUS 21,656 6.4 17,849 5.8 21.3
Others 49,917 14.7 51,731 16.7 -3.5
Total 339,769 100.0 309,079 100.0 9.9

Observações: Os dados incluem PCs de mesa, notebooks, premiums ultramóveis (como Microsoft Surface) e Chromebooks, mas não iPads. Todos os dados são estimados com base em um estudo preliminar. As estimativas finais estarão sujeitas a alterações. As estatísticas são baseadas em remessas vendidas em canais. Os números podem não somar os totais mostrados devido a arredondamentos.
Fonte: Gartner (janeiro de 2022)

Após um longo período de declínio e crescimento modesto ocasional, a pandemia reviveu a indústria de PCs, como evidenciado pelo forte crescimento contínuo de 2021. O Gartner espera que a demanda de PCs diminua pelo menos nos próximos dois anos, mas os volumes anuais de remessas não devem cair para níveis pré-pandemia nesse período.

"A pandemia mudou significativamente o comportamento dos usuários de PCs comerciais e de consumo, pois as pessoas tiveram que adotar novas formas de trabalhar e viver", disse Kitagawa. "Pós-pandemia, algumas das formas recém-estabelecidas de usar PCs continuarão sendo uma prática regular, como estilos de trabalho remotos ou híbridos, fazer cursos online e se comunicar com amigos e familiares online."

Esses resultados são preliminares. As estatísticas finais estarão disponíveis em breve para os clientes do programa Gartner's PC Quarterly Statistics Worldwide by Region.

Deixe seu comentário