O impacto da tecnologia 5G na aceleração da adoção da nuvem nas empresas

1
6

Realidade em diversos países do mundo, a tecnologia 5G promete uma conexão de internet móvel mais rápida e econômica, garantindo benefícios importantes em áreas como transportes e telemedicina, por exemplo. De acordo com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), a quinta geração de telefonia móvel deve chegar em breve ao Brasil, inicialmente operando em todas as capitais e no Distrito Federal, até julho de 2022. Ainda de acordo com as previsões da organização, a tecnologia estará presente em todas as cidades com mais de 30 mil habitantes até julho de 2029. 

Assim como a chegada do 5G já é uma realidade, a adoção da nuvem tornou-se um dos maiores diferenciais competitivos das organizações. Atualmente, 81% das empresas em todo o mundo possuem pelo menos uma aplicação ou parte de sua infraestrutura de computadores baseadas em nuvem. Nesse sentido, como a chegada da tecnologia 5G pode impactar a adoção da nuvem nas empresas brasileiras? 

O impacto da tecnologia 5G para a computação em nuvem 

A velocidade adicional do 5G em relação ao 4G será um importante impulsionador para a adoção da nuvem, uma vez que todos os fatores antes considerados barreiras de entrada, agora diminuem, tornando a popularização dos serviços em cloud ainda maior. 

Em relação à tecnologia anterior, o 5G possui melhorias significativas, pois a cada geração, são realizados avanços na comunicação entre os dispositivos e as redes. Desta forma, a comunicação torna-se mais eficiente, já que a velocidade é aumentada e com isso, o tempo de latência é reduzido. Sendo assim, o tempo gasto para a informação ir e voltar é muito menor.  

A baixa latência é fundamental para que a nuvem opere como deveria e entregue os benefícios a que se propõe. O tempo de latência reduzido garante que as empresas não tenham que esperar muito para acessar os dados armazenados em cloud ou mesmo para realizar operações em um software baseado na nuvem. Com baixa latência e mais disponibilidade de acesso, o 5G possibilitará a troca de informações quase que instantaneamente entre os sistemas. Nesse sentido, dois fatores de internet tornam-se relevantes: velocidade (para a baixa latência) e disponibilidade (para a conectividade). 

Com isso, tendências tecnológicas importantes, como Internet das Coisas (IoT), realidade virtual e realidade aumentada, serão potencializadas, uma vez que o 5G promoverá mais qualidade e eficiência na troca de informações entre os diferentes tipos de dispositivos. 

Os efeitos da tecnologia 5G para as empresas 

A utilização de serviços em cloud já era irreversível e a pandemia apenas impulsionou a aceleração da transformação digital em empresas de todos os portes e segmentos. Nesse período atípico, muitas instituições repensaram seu regime de trabalho e passaram a adotar um modelo híbrido, que será beneficiado pelo 5G. Ambientes que utilizam plataformas como o Google Workspace ou Office 365, por exemplo, terão o trabalho colaborativo aprimorado, pois o acesso à nuvem será ainda mais rápido, otimizando a produtividade das equipes em todos os setores da companhia. 

Segmentos importantes da economia brasileira serão diretamente atingidos pela chegada dessa inovação. O mercado agrário no Brasil, por exemplo, possui uma produção extremamente evoluída, pois conta com tecnologias de última geração que ajudam a definir, desde a redução do agrotóxico, eficiência do uso de fertilizantes e a melhora da produção. Com diversas aplicações e sistemas que precisam de uma conexão veloz, a introdução do 5G poderá potencializar todo o processo de produção da lavoura. 

Já o setor de manufatura, principalmente no que diz respeito a bens complexos, demanda acesso a uma conexão com a latência reduzida, por isso, o 5G também terá um impacto significativo na otimização da produção. A nova tecnologia terá papel importante até mesmo no cotidiano dos profissionais do varejo, já que as máquinas de cartão poderão realizar transações de forma ainda mais rápida e eficiente no momento das compras. 

Como o 5G pode se tornar uma tecnologia massificada 

No entanto, é necessário massificar para reduzir os custos envolvidos. Quanto maior a oferta de uma rede, melhor e mais capacitadas as pessoas estarão para exercer suas funções. Ao baratear a tecnologia, é possível entregar cada vez mais quantidade e qualidade de dados. 

O Brasil está pronto para a chegada do 5G. Em novembro de 2021, foi realizado um leilão com as operadoras de serviços de conectividade, onde foram arrecadados mais de R$ 47 bilhões, segundo a Anatel. Esse leilão exigiu cobertura e prazos para as operadoras, o que permitirá que a rede esteja disponível, em pouco tempo, para quem tiver essa opção no celular. É uma ação importante pois, no momento em que a tecnologia começar a entrar em escala, os preços dos dispositivos irão cair consideravelmente, o que permitirá que o 5G cause um impacto ainda mais relevante para as empresas que estão, e aquelas que ainda vão adentrar, na jornada de transformação digital. 

Caetano Notari, gerente de Produtos da Sky.One. 

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário