Hitachi desenvolve robô que localiza e presta assistência a pessoas que precisam de ajuda

0
0

A japonesa Hitachi apresentou nesta quarta-feira, 13, um pequeno robô, de 80 centímetros, capaz de analisar as reações das pessoas para saber se precisam de algum tipo de assistência, seja uma informação ou orientação, seja uma conversa sobre os mais vários assuntos. O robô foi projetado para ajudar as pessoas em aeroportos, hospitais e outros locais públicos.

Batizado de Emiew3 (acrônimo de "excellent mobility and interactive existence as workmate"), o robô é controlado por software e utiliza uma rede de câmeras para detectar as pessoas com algum tipo de necessidade, além de ser equipado com um microfone que captura vozes em meio ao barulho da rua, transferindo as informações para o software que analisa os áudios captados. Ao detectar alguma pessoa que necessita de auxílio, o sistema despacha o humanoide para prestar assistência.

O Emiew3 não se limita, porém, a ouvir e a responder por reconhecimento e síntese vocais, mas também analisa as reações de seus interlocutores como, por exemplo, os movimentos da cabeça ou do corpo. "A tecnologia agora torna possível que um robô entenda o que um ser humano quer dizer, inclusive apenas com gestos", disse a Hitachi em comunicado.

O robô foi desenvolvido pela equipe de engenheiros da Hitachi, que "ensinaram" a ele uma série de palavras que o permitem se comunicar com os seres humanos e responder às suas perguntas em quatro idiomas, incluindo inglês e chinês, disse a empresa. Com agências de notícias internacionais.

Deixe seu comentário