Startup faz serviço de entrega gratuito voltado a pequeno comerciante de bairro

0
0

Atender o pequeno comércio de bairro, mantendo a atividade econômica local ativa, garantindo, dessa forma, a renda extra de motociclistas e ciclistas cadastros em sua plataforma. A Picap, startup que chegou ao Brasil com a proposta de realizar transporte de passageiros, já opera o serviço Pibox de entregas e de assistência pessoal. Com uma base de 20 mil motoristas inscritos, a empresa, que opera em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Goiânia, Recife, Campo Grande, Manaus, Belém, Fortaleza, Teresina, São Luís e Campinas, oferece o serviço de forma gratuita para o comerciante e garante 100% da tarifa de entrega ao motociclista.

Nascida na Colômbia, a Picap se estruturou como alternativa ao conturbado trânsito das grandes cidades. O app oferece corridas mais rápidas e baratas aos seus usuários. O serviço Pibox, que já era oferecido na matriz colombiana, estava ainda em fase de implementação e testes no Brasil quando a pandemia chegou ao país. Nosso objetivo é auxiliar para que as pessoas fiquem em casa e, assim, contribuir para evitar a expansão da pandemia. – ressalta o CEO da Picap, Diogo Travasso.

Com o serviço de assistência pessoal, o usuário pode encomendar ao motociclista da Picap, por exemplo, que busque um documento na casa de alguém, leve-o para que outra pessoa o assine e o deixe em outro endereço. O valor do serviço é previamente combinado (o motoqueiro pode fazer uma contraproposta), e o usuário pode optar pelo condutor que fizer a melhora proposta.

O serviço de entrega da Picap conta com alguns pré-requisitos. O objetivo é atender a todo tipo de encomenda, desde que não ultrapasse o valor de R? 500. O motorista deverá tirar uma foto da mercadoria quando tiver acesso à encomenda e outra no momento da entrega. O objetivo, com isso, é garantir a segurança do serviço.

Deixe seu comentário