Mercado internacional já representa 53% da receita global do eBay

0
18

A inauguração na semana passada da versão em português do site de comércio eletrônico eBay, voltada para o público brasileiro, mais que uma aposta no mercado local, representa um reforço da empresa em sua estratégia de crescimento internacional. Nos últimos dois anos, as operações internacionais tiveram desempenho extraordinário e estão se tornando muito importantes para o varejista online.

Somente no primeiro trimestre deste ano, as receitas provenientes de mercados internacionais constituíram cerca de 53% da receita total do eBay, contra 52% um ano atrás, de acordo com dados compilados pela consultoria Market Realist. Em termos de volume de mercadoria bruto (GMV, na sigla em inglês) — termo usado em varejo online para indicar um valor total em dólares de vendas de mercadorias —, os mercados internacionais representaram cerca de 60% do GMV geral do eBay (veja gráfico abaixo).

A maioria das grandes empresas de internet como o Facebook, Google, Yahoo e, inclusive seu concorrente direto, a Amazon, tem presença em quase todos os mercados internacionais e, portanto, também competem com o eBay.

eBay Graph

Comparativo entre 2013 e 1º semestre de 2014

 

O mercado da China, segundo a empresa, foi um dos que apresentaram o mais forte crescimento no comércio transfronteiras tanto para o eBay quanto para o serviço de pagamentos eletrônicos PayPal. "As exportações para a China têm sido bastante fortes para o eBay e o PayPal tem conectado sites de e-commerce chineses a dezenas de milhões de consumidores. O eBay tem tornado mais fácil para os varejistas online chegarem aos consumidores em todo o mundo, com a expansão do nosso programa de navegação global para 53 países agora no final do primeiro trimestre", diz a empresa em seu último relatório financeiro trimestral.

A Europa e Ásia também têm apresentado um forte crescimento. Com a economia europeia um pouco mais estável agora, o foco da empresa tem sido a Alemanha para alavancar o eBay e o PayPal em conjunto, e fornecer o eBay Buyer Protection.

O eBay mencionou ainda que está experimentando um forte crescimento nos negócios na Coréia do Sul, Austrália e na Grande China — que inclui a China continental, Taiwan e Hong Kong. Além disso, o varejista online diz que o mercado indiano tem sido muito bom para a empresa. "Fizemos uma aquisição há uma década. E, mais recentemente, fizemos um investimento na Snapdeal, que tem uma oferta muito complementar ao que fornecemos nos mercados locais. Então, essa abordagem tem sido transfronteiriça, mas também local. E nós estamos obviamente animados com o potencial de crescimento no longo prazo na Índia", diz a empresa em seu relatório.

Já o crescimento nos mercados russo e latino-americanos diminuiu um pouco nos últimos 60 dias. O eBay explicou que apesar da tensão entre a Rússia e a Ucrânia e as barreiras maiores e transnacionais na América Latina, ele conseguiu um desempenho relativamente bom ao longo dos últimos 12 meses nessas regiões. No entanto, esses mercados não têm crescido tanto quanto cresceram no segundo semestre do ano passado.

O eBay é um dos pesos pesados do comércio eletrônico global e oferece 250 milhões de itens de fornecedores e vendedores localizados em dezenas de países. Apesar da versão em português do site, o eBay não tem escritório no Brasil. A operação é centralizada nos Estados Unidos. Mas o PayPal tem um escritório em São Paulo. O serviço de pagamentos já tem 2,8 milhões de clientes brasileiros.

Globalmente, o eBay tem 140 milhões de contas ativas; e, o PayPal, 143 milhões. Em 2013, o site movimentou US$ 205 bilhões.

Deixe seu comentário