Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Facebook faz aliança com sites de notícias para lançar nova função ‘Instant...

Facebook faz aliança com sites de notícias para lançar nova função ‘Instant Articles’

0
Publicidade

O Facebook firmou aliança a nove sites de notícias para lançar uma nova função que permitirá que publiquem artigos no feed de notícias da rede social nos seus aplicativos móveis, de forma que sejam carregados dez vezes mais rápido. O novo recurso começa a operar na próxima quarta-feira, 20, após meses de intensas negociações entre a gigante da internet e as empresas jornalísticas, que passarão a atingir um público enorme, embora, segundo analistas, haja o risco de aprofundarem a dependência da rede social para o tráfego.

Compartilhar artigos no aplicativo móvel do Facebook é cada vez mais comum, mas atualmente são necessários oito segundos para carregar os textos, um tempo mais extenso que todos os conteúdos propostos pela rede social.

The New York Times, National Geographic, BuzzFeed, NBC, The Atlantic, The Guardian, BBC News, Spiegel e Bild são os parceiros iniciais do Facebook no projeto, denominado de “Instant Articles” (Artigos Instantâneos, em tradução livre). As negociações entre a rede social e as empresas jornalísticas começaram no ano passado com algumas delas, como o The Wall Street Journal, que adota uma abordagem mais cautelosa.

O Facebook disse que vai permitir que os sites de notícias vendam espaço de anúncios em seus artigos e fiquem com toda a receita, um arranjo que havia sido relatado anteriormente pelo The Wall Street Journal. Eles também poderão vender o estoque de anúncios em excesso através da rede de publicidade do Facebook e ficarem com 70% da receita.

Em um post no blog do Facebook, o diretor de produtos Chris Cox diz que o Instant Articles permitirá que os sites de notícias “entreguem rapidamente artigos interativos, mantendo o controle do seu conteúdo e do modelo de negócio”.

Os usuários do Facebook têm quase o dobro do envolvimento com o site na comparação com os de outras redes sociais, segundo analistas do instituto Barclays. No ano passado, no entanto, o Facebook foi superado pelo Google como a principal referência de tráfego para sites de notícias.

Ao justificarem a aliança, as editoras de jornais disseram que esperam que o Facebook possa ajudá-las melhorar a participação no mercado de publicidade móvel. Um estudo recente do Pew Research Center revela que 39 dos 50 sites de notícias têm agora mais tráfego proveniente de usuários móveis do que de usuários de desktops.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile