Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Brasscom defende fim da tributação sobre a folha de pagamento

Brasscom defende fim da tributação sobre a folha de pagamento

0
Publicidade

O Presidente Executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo, participou nesta quinta, 12, no Rio de Janeiro, do “Pensar Brasil – Diálogo sobre trabalho, desenvolvimento e futuro”. Ele participou de painel que tinha “Tributação” como tema, fazendo a defesa das teses da Brasscom quanto à tributação sobre a folha de pagamento e à Reforma Tributária.

Com base em diferentes estudos desenvolvidos pelo setor de Inteligência e Informação da entidade, Gallindo mostrou que os setores que se beneficiam da política de desoneração, sobretudo o de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), registram importantes números de crescimento, geração de postos de trabalho e aumento da remuneração aos seus trabalhadores.

O presidente da associação, que representa dezenas das principais empresas de tecnologia no país, demonstrou que, além da função indutiva para a geração de emprego e renda, a desoneração da folha conta com significativa capacidade arrecadatória. Segundo levantamento da Brasscom, a política é superavitária.

“O que a União deixa de arrecadar com a desoneração ela mais do que recupera por meio de arrecadações compensatórias indiretas, tais como a tributação sobre o aumento da massa salarial e do correspondente aumento do consumo das famílias beneficiadas”, ressalta Sergio Paulo Gallindo.

O executivo não só defendeu que a desoneração da folha seja estendida a todos os setores da economia, como destacou a importância de uma reforma tributária mais ampla. Segundo ele, para aumentar a competitividade dos setores produtivos e para a retomada do crescimento econômico, é primordial a adoção de uma Tributação Inteligente, que passa, entre outros pontos, pela base em tributo sobre valor agregado, como o Imposto sobre Bens e Serviços (IBS).

O modelo defendido pela Brasscom inclui, ainda, a redução dos custos de Telecom e de Energia por meio da adequação da carga tributária; redução do Estado, com foco no aumento da eficiência; e ampliação de bases tributáveis, com simplificação e equidade concorrencial.

Pensar Brasil

O evento, que conta com o apoio da Brasscom, é um conjunto de debates e palestras que se propõe a um diálogo aprofundado sobre as relações trabalhistas, o crescimento econômico e os desafios que o país enfrenta e enfrentará para crescer. A série de debates acontece no Museu do Amanhã, zona portuária do Rio, e tem transmissão online no site www.pensarbrasil.com.br/.

A convenção tem entre seus convidados os pré-candidatos à Presidência da República Ciro Gomes (PDT), André Janones (Avante), Pablo Marçal (Pros) e Santos Cruz (Podemos), assim como nomes que pesquisam ou tem larga experiência quando o assunto é o mercado de trabalho ou ainda outros que atuam diretamente em áreas correlatas, como a Justiça do Trabalho.

Em sua primeira edição, o Pensar Brasil foi criado pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis), pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário e do MPU no DF (Sindjus), pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e pela Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo (Fecomerciário-SP).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile