Retomada: maioria das empresas já mapeou colaboradores do grupo de risco

0
67

As empresas voltam gradualmente às atividades presenciais no trabalho, com iniciativas que têm o objetivo de garantir a segurança dos trabalhadores e evitar riscos de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). Pesquisa nacional realizada pela Mercer, consultoria especializada em carreira, saúde, previdência e investimentos, e pela Mercer Marsh Benefícios, consultoria da área de gestão de saúde e benefícios, revela que 75% das empresas já mapearam quais são os funcionários que estão no grupo de riscos.

Para evitar a contaminação, as companhias pretendem adotar alguma ação específica em relação aos colaboradores que se enquadram neste grupo. Entre as ações, 93% analisam a manutenção do trabalho remoto. Em relação aos critérios utilizados para identificar os funcionários elegíveis para o retorno parcial, 46% vão priorizar funcionários sem familiares que estão no grupo de riscos de contaminação pelo vírus e 38% os colaboradores sem histórico da doença.

Participaram do levantamento online 253 empresas no Brasil multinacionais e nacionais de grande e médio portes. Do total de participantes, 87% são do Sudeste, 8% estão no Sul, 3% no Centro-Oeste e 2% no Nordeste. A coleta e análise dos dados foi realizada de 4 a 12 de maio deste ano.

Deixe seu comentário