Fibria usa big data em plantio florestal e processos industriais

0
0

A Fibria surgiu em 2009 como resultado da fusão da Aracruz e da Votorantim Celulose e Papel (VCP). Para auxiliar na organização, desempenho e otimização de resultados, a companhia, que em 2015 faturou R$ 10,081 bilhões, adotou as ferramentas SAP Predictive Analytics, rodando na plataforma de processamento de dados em tempo real HANA.

A empresa, que está presente em 242 municípios brasileiros, em sete Estados, dona de uma capacidade de produção de 5,3 milhões de toneladas anuais em suas fábricas de Três Lagoas (MS), Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Eunápolis (BA), exigiu um processo complexo de sinergia das suas operações, envolvendo desde a estratégia de negócios até a otimização da infraestrutura de tecnologia da informação (TI) e a implementação de projetos de big data e análise preditiva.

"A Fibria é uma empresa que nasceu conectada e automatizada. Depois de unificar as estruturas de TI, passamos a determinar como a tecnologia de análise de dados poderia otimizar os processos de negócios da companhia", diz Wilson Lopes, gerente geral de Tecnologia de Informação da Fibria.

Segundo o executivo, a companhia buscava uma solução que permitisse fazer análises de grandes volumes de dados, ajudando a suportar os projetos e os investimentos realizados até ali. Em conjunto com a consultoria Ernst & Young, a empresa criou Fóruns de Negócios Estratégicos de TI para determinar quais as áreas de negócios com maior maturidade para lidar com analytics sob o conceito de big data. "Foram identificados 26 projetos que poderiam tirar proveito com esse perfil, trazendo maior retorno para o negócio", conta Lopes.

Em 2015, a Fibria adotou a solução SAP Predictive Analytics rodando em HANA, e passou a trabalhar inicialmente nos projetos de seu Centro de Tecnologia – CT, que desenvolve projetos como o desenvolvimento de novos clones de eucalipto e melhores práticas de manejo florestal. "Um dos desafios é antecipar o conhecimento sobre as causas e efeitos de anomalias sobre os plantios provocadas pelas mudanças do clima e nortear ações para minimizar os impactos sobre a produtividade dos plantios", relata Robert Sartório, gerente de Manejo Florestal e Recursos Naturais do CT da Fibria. Com a solução do SAP Predictive Analytics, a Fibria pôde identificar previamente os fatores e variáveis que interferiam no desenvolvimento dos eucaliptos. "Mapeamos fontes de dados, entendemos as variáveis, fizemos correlações com dados de clima e assim reduzindo o impacto climático em nossas florestas".

A solução analítica da SAP também foi implementada para dar andamento ao projeto industrial da empresa. A ferramenta analisou quase 1,6 bilhão de registros e mais de 654 variáveis para ajudar a identificar os melhores ajustes e configurações para os digestores da Fibria, equipamentos utilizados para transformar a madeira em pasta celulósica, matéria-prima para a fabricação da celulose branqueada de eucalipto, matéria-prima usada para a produção de vários tipos de papéis.

"O projeto da Fibria foi o primeiro case de Analytics utilizando a solução SAP Predictive Analytics na plataforma HANA no Brasil – e o primeiro na área de celulose no mundo", destaca Valeria Soska, vice-presidente de vendas da SAP Brasil. "Estamos extremamente satisfeitos em poder comprovar os benefícios que nossa solução pode proporcionar a empresas do porte da Fibria, tanto na área de TI quanto nos processos de negócio".

O gerente geral de TI da Fibria, por sua vez, destaca o expressivo ROI (Retorno sobre o Investimento) obtido em menos um ano de produção da solução SAP. "A partir da análise preditiva de dados gerados durante 14 anos de operações, a companhia passa a contar com processos otimizados em seus negócios core, o que significou a redução de gastos, aumento de produtividade, excelência em processos produtivos, mais eficiência e otimização de investimentos", afirma  Lopes.

Outros indicadores destacados pelo executivo são as 654 variáveis organizadas em 735 milhões de registros em apenas 27 GB de HANA; a inclusão das principais variáveis nos planos estatísticos de processo e uma maior compactação de dados proporcionada pela plataforma HANA.

Os bons resultados obtidos nessas duas primeiras implementações já estão levando a Fibria a estudar a adoção gradativa da análise preditiva aos outros projetos identificados pelos Fóruns de Negócios Estratégicos de TI. "Temos uma arquitetura montada e capacidade de banco de dados e de processamento para o programa de projetos Big Data & Analytics", conclui o gerente geral de TI da Fibria.

Deixe seu comentário