Estudo aponta adoção de videoconferência como solução para maior produtividade

0
180

A Polycom, agora parte da Plantronics, Inc, anuncia o estudo Estratégia de Videoconferência Simplificada Impulsiona os Resultados de Negócios (Streamlined Video Conferencing Strategy Drives Business Results), de novembro de 2018, conduzido pela Forrester Consulting a pedido da empresa.

O estudo aponta que 74% dos entrevistados registram aumento das chamadas de videoconferências nos últimos dois anos. Oitenta e quatro porcento deles  relataram o uso de duas ou mais soluções de videoconferência baseadas em nuvem. E 78% relataram ter dois ou mais terminais de videoconferência em suas salas de conferência.

O estudo conclui que houve crescimento tanto na adoção de videoconferência quanto na complexidade das soluções, provocada, principalmente, pela multiplicidade de ferramentas e de recursos adotados pelas corporações.

De acordo com o estudo, há no mercado espaço para soluções que aceleraram o início das reuniões e simplificam o gerenciamento de tarefas da TI.

A partir do estudo, os analistas descobriram que a maioria das empresas pesquisadas está usando vários fornecedores para terminais de videoconferência e para aplicativos de vídeo na nuvem; e que a complexidade está aumentando, e não diminuindo, à medida que novas soluções continuam a surgir no mercado.

De fato, o estudo mostrou que 96% dos entrevistados já enfrentam desafios ao gerenciar suas soluções de videoconferência. O resultado: uma rede de serviços para profissionais de TI gerenciar, experiências de usuário ruins e frustração crescente para TI e funcionários.

De acordo com um outro estudo da Forrester sobre a qualidade das chamadas, aquelas que iniciam com atraso em relação ao horário agendado podem custar a uma empresa mais de US$ 1 milhão em perda de produtividade por ano.

Também segundo o estudo da Forrester, os profissionais de TI estão enfrentando aumento de custos e desafios no gerenciamento de vários sistemas de videoconferência baseados em nuvem.

Esses desafios incluem dificuldade de conexão de salas de conferência, causando atraso no início da reunião, baixa qualidade de chamadas e experiências de usuário inconsistentes. Para combater especificamente os desafios de produtividade, 77% dos profissionais de TI desejam uma interface de usuário e experiência consistentes nos sistemas de videoconferência.

A flexibilidade para os profissionais de TI foi outro fator importante identificado no estudo. Com 68% das empresas presenciando aumentos no número de aplicativos de videoconferência usados em sua infraestrutura, 67% desejam maior flexibilidade de todas as soluções para funcionários e parceiros.

A flexibilidade é fundamental para a produtividade, já que o ritmo de inovação no espaço de colaboração está em alta com novos concorrentes, soluções e recursos chegando ao mercado em um ritmo acelerado.

Deixe seu comentário