Publicidade
Início Notícias Comunicações Comportamento: 5G já impacta uso de smartphones, diz estudo

Comportamento: 5G já impacta uso de smartphones, diz estudo

0
5G
Publicidade

Um novo relatório da Ericsson ConsumerLab destaca o impacto que o 5G nos usuários de smartphones em todo o mundo e o que eles esperam que a tecnologia ofereça no futuro. A cobertura em ambientes fechados é uma das áreas de foco constatada na pesquisa, com um em cada cinco usuários 5G já reduzindo o uso de Wi-Fi devido aos benefícios da conectividade móvel 5G.

O estudo, intitulado “Cinco maneiras para um melhor 5G”, é resultado da maior pesquisa global sobre consumidores da tecnologia de quinta geração realizada até o momento. Cobrindo o sentimento e a percepção dos consumidores em 26 mercados – incluindo os EUA, China, Coreia do Sul e Reino Unido -, a metodologia representa 1,3 bilhão de usuários de smartphones em todo o mundo, incluindo 220 milhões de assinantes 5G.

O relatório explora as principais tendências por trás da adoção, o uso e a percepção dos consumidores em relação a nova tecnologia.

Uma descoberta importante do estudo foi que, no final de 2020, uma maior conscientização sobre os benefícios do serviço e valor poderiam ter resultado em 22% mais usuários de smartphones com aparelhos prontos para o 5G.

O relatório também destacou como a nova tecnologia já está começando a desencadear novos comportamentos de uso. Além de reduzir o uso de Wi-Fi, os primeiros usuários 5G também gastam em média duas horas a mais em jogos na nuvem e uma hora a mais em aplicativos de realidade aumentada (AR) por semana, em comparação aos usuários 4G.

No entanto, apesar de estarem satisfeitos com a velocidade, cerca de 70% dos usuários de 5G estão insatisfeitos com a disponibilidade de serviços inovadores e novos aplicativos. Os consumidores dizem que estão dispostos a pagar 20 a 30 por cento a mais por planos 5G integrados a casos de uso de serviço digital.

As restrições de circulação impostas pela Covid-19 também impactaram no resultado do estudo, mostrando que a grande maioria das experiências regulares dos primeiros usuários 5G com a tecnologia foi em ambientes fechados. Como resultado, os primeiros usuários indicam que a cobertura interna é duas vezes mais importante do que a velocidade ou a duração da bateria para fornecer experiências 5G satisfatórias.

O relatório também descreve cinco maneiras para os provedores de serviços de comunicação (CSPs) atenderem às expectativas do consumidor em termos imediatos e de longo prazo, incluindo:

• Sanar uma lacuna de conhecimento, oferecendo esclarecimentos sobre o melhor o valor do 5G para os consumidores;
• Garantir qualidade consistente de cobertura 5G interna e externa;
• Adaptar-se aos requisitos de rede para novos serviços 5G;
• Focar na intenção do consumidor de imaginar novos casos de uso 5G;
• Acelerar a disponibilidade de casos de uso novos e existentes por meio de parcerias ecossistêmicas.

Jasmeet Singh Sethi, chefe do ConsumerLab, Ericsson Research, afirma: “Até agora, as análises das experiências de rede 5G se concentraram principalmente na velocidade e na disponibilidade com base em medições de rede independentes. Mas é igualmente importante entender como os primeiros usuários do 5G estão avaliando essa experiência. Com as cinco recomendações e percepções do Ericsson ConsumerLab, os provedores de comunicação podem encorajar a adoção da nova tecnologia e atender às expectativas do consumidor.”

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile