Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Brasil é um dos principais alvos de nova versão de malware que...

Brasil é um dos principais alvos de nova versão de malware que coleta dados sensíveis

0
Computer Code Language with Bugs
Publicidade

A Kaspersky identificou o Brasil como um dos principais alvos de ataques da nova versão do AMOS, malware para computador que consegue ter acesso a diversas informações sensíveis de uma máquina como arquivos na área de trabalho, informações relacionadas ao navegador (cookies, logins, senhas e assim por diante) como Chrome e Edge, carteiras de criptomoedas, mensagens instantâneas (Telegram, Discord, por exemplo) e dados de notas do computador.

A infecção se inicia por meio de anúncios publicitários para disseminar malware na internet e essas propagandas levam para sites clonados de programas populares – neles, as vítimas irão realizar o download do AMOS. Uma vez feito o download, a vítima tem acesso a uma imagem que contém instruções sobre como instalar o malware disfarçado, sem que ela desconfie do perigo.

Instruções de instalação de malware AMOS disfarçado de um programa comum
A primeira coisa que o malware faz ao ser instalado é recuperar o nome de usuário do sistema e verificar se alguma senha é necessária para logar. Caso a senha seja necessária e o usuário não estiver logado, o malware cria um pop-up, solicitando a digitação da senha, tomando o controle da máquina. Depois que tudo estiver definido, os dados mencionados são coletados.

A primeira versão do AMOS foi descoberta pela primeira vez em abril de 2023. Naquela época, ele era alugado para cibercriminosos via Telegram por US$ 1 mil por mês. A versão inicial contava com recursos típicos de golpistas, como roubo de senhas, arquivos, dados de navegador e afins. Nessa atualização, o malware consegue criar solicitações de senhas falsas, na tentativa de obter a senha verdadeira do sistema para login próprio do golpista, e tem como principais focos o Brasil e a Rússia.

A Kaspersky está comprometida em fornecer suporte de cibersegurança de alto nível e continuará a rastrear e combater as atividades do AMOS.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Sair da versão mobile