Órgão antitruste russo exige que Google pare de bloquear serviços de concorrentes no Android

0
0

O órgão de defesa da concorrência da Rússia acusou formalmente o Google de abusar de sua posição de mercado, prejudicando o desenvolvimento e acesso ao mercado de sistemas operacionais para telefonia móvel. O Serviço Federal Antimonopólio (SFA) diz que a empresa usa o sistema operacional para dispositivos móveis, o Android, para forçar fabricantes de celular a utilizar seus serviços e aplicativos — como o serviço Google Maps, por exemplo —, ao mesmo tempo em que exclui serviços de rivais. A SFA quer que o site de buscas cesse imediatamente essa prática.

O Google já é alvo de investigação semelhante da União Europeia que quer "avaliar se, ao concluir acordos contrários à concorrência ou cometendo abusos de sua posição dominante, o Google prejudicou de forma ilegal o mercado de sistemas operacionais". A prática de forçar fabricantes de celular a utilizar seus serviços e aplicativos é parte essencial da estratégia do Google para rentabilizar o Android e manter o compartilhamento de receitas móveis em valores baixos.

A investigação da SFA foi motivada por uma reclamação formal do site de buscas russo Yandex, feita em fevereiro, na qual alega que a empresa abusa da posição dominante do Android, sendo que a sua participação no mercado buscas do país caiu abaixo de 60% em meio a competição em dispositivos móveis.

Segundo a Yandex, os fabricantes de dispositivos móveis estão sendo cada vez mais impedidos de instalar serviços de concorrentes do Google em seus aparelhos. Com informações de agências de notícias internacionais.

Deixe seu comentário