SAP divulga relatório sobre iniciativas de ESG no Brasil

0
94

Alinhada à postura global da companhia, a SAP Brasil vê a sustentabilidade como uma condição vital para suas operações locais,  caminhando de forma integrada à estratégia do negócio para garantir crescimento e a geração de impacto positivo à sociedade.

Por esse motivo, a SAP Brasil tem construído, de forma consistente, uma jornada na qual sua contribuição é dupla: ao adotar as melhores práticas ESG, a empresa torna-se um exemplo no mercado, para que outras organizações tenham sua atuação pautada pela sustentabilidade; e como habilitadora, ao fornecer produtos e soluções de tecnologia que possibilitem a seus clientes um melhor gerenciamento de suas operações.

Como a empresa já vinha intensificando suas ações de sustentabilidade antes da pandemia, deu continuidade as iniciativas internas e externas, no intuito de garantir o bem-estar da força de trabalho, ao lado de outras ações que possibilitaram aumentar a contribuição da empresa para o meio ambiente.

Além disso, a SAP contribuiu para uma ágil adaptação ao digital, permitindo que seus clientes reagissem rapidamente e de forma segura ao isolamento.

Sustentabilidade e transformação digital

Esses dois conceitos, que já vinham ocupando espaços cada vez mais nas iniciativas da SAP Brasil em 2020. A empresa, que já adotava internamente ações alinhadas às melhores práticas em ESG, acelerou suas atividades nesse sentido ao longo do ano.

Ao mesmo tempo, seu papel como provedora de ferramentas e soluções tecnológicas tornou-se ainda mais relevante para organizações que estão avançando na  adoção de uma agenda ESG estratégica.

De forma alinhada com sua matriz, a SAP Brasil está comprometida em contribuir para que se atinjam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para a Agenda 2030 do Pacto Global da ONU. A mobilização da alta liderança no Brasil construiu as bases necessárias para que, em 2020, fossem escolhidos cinco objetivos prioritários voltados à educação de qualidade (ODS 4); à igualdade de gênero (ODS 5); ao trabalho decente e crescimento econômico (ODS 8); a ações de combate às mudanças climáticas (ODS 13); e à promoção da paz, justiça e instituições eficazes (ODS 16).

Em 2021, o tema de Diversidade & Inclusão ganhou ainda mais peso dentro da SAP Brasil, tendo Adriana Aroulho, presidente da empresa assumindo o posto de porta-voz do ODS 10, voltado à redução das desigualdades.

A aplicação dessas iniciativas permitiu que a SAP Brasil seja percebida como um exemplo de adoção de boas práticas de sustentabilidade. Mas a atuação da companhia se dá também por outro canal: o desenvolvimento de ferramentas e soluções tecnológicas, voltadas a gerenciar seus impactos ambientais, dotar sua gestão de recursos humanos de ferramentas que viabilizem a melhoria do bem-estar dos colaboradores e a utilizar soluções que tornem o processo de governança corporativa mais eficaz.

O papel da SAP nesses processos que aliam a transformação digital à sustentabilidade é essencial: afinal, 77% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial circula em empresas que utilizam sistemas desenvolvidos e comercializados pela companhia. Isso faz com que a SAP seja um dos principais players globais da transição rumo a um modelo econômico mais alinhado à agenda ESG.

A adoção de boas práticas voltadas à sustentabilidade ambiental não é responsabilidade apenas de empresas que têm impactos diretos sobre a natureza. Todas as atividades humanas têm consequências para o ecossistema.

Portanto, no caso do modelo de negócio B2B da SAP, as contribuições com a agenda ambiental ocorrem por meio dos impactos positivos dos produtos e serviços ofertados aos clientes, bem como pela gestão dos próprios impactos das suas próprias operações.

Com metas de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa e de redução no consumo de água e energia alinhadas à sua matriz, a SAP Brasil registrou em 2020 uma série de avanços nesse pilar. Um deles foi a neutralização de mais de 150 toneladas de carbono e plantio de 1.086 mudas de árvores referentes à toda a sua frota de veículos, que está inserida no programa Carbon Free. Além disso, em 2020 a fase 3 do Projeto São Leopoldo – Labs promoveu o plantio de 1.109 mudas, em locais indicados pela prefeitura.

Nos casos em que as emissões não podem ser evitadas, a SAP Brasil explora inovações – como iluminação com maior eficiência energética nos escritórios, sistemas eficientes de refrigeração em data centers e soluções alternativas de mobilidade. Além disso, a empresa também compensa essas emissões inevitáveis por meio do apoio a projetos climáticos e pela atuação junto a parceiros que atendam ao padrão-ouro de qualidade da The Gold Standard Foundation ou equivalentes.

Deixe seu comentário