Publicidade
Início Gestão Cloud Transformação digital exige um futuro convergente, defende Oracle

Transformação digital exige um futuro convergente, defende Oracle

0
Publicidade

Quando se pensa em transformação digital, ela é na maioria das vezes associada ao uso de nuvem. Com a aceleração digital muitas empresas partiram para adoção de nuvem, sem fazer uma avaliação criteriosa dos recursos necessários que demandam a tecnologia de cloud computing para se estabelecer uma estratégia de longo prazo. Na visão de Ricardo Buffon, diretor sênior de contas corporativas da Oracle, “o futuro vai além da nuvem, o futuro é convergente”, onde todos os sistemas trabalham de forma integrada, proporcionando à TI atuar de forma avançada e flexível, trazendo mais valor para empresa.

Buffon fala com a convicção de quem lidera uma carteira de 1.350 clientes corporativos, responsável por 19% das receitas da Oracle Brasil, formada não só por grandes empresas, mas também as de menor porte, de todo o país.

Ambientes híbridos e convergentes exigem cada vez mais da área de Ti e, principalmente, de suas camadas de integração e gerenciamento. A solução de integração da Oracle otimiza todas essas camadas, desde o armazenamento ao banco de dados, incluindo segurança, redes e máquinas virtuais em um único sistema, unificando o gerenciamento e possibilitando mais flexibilidade para crescimento, reduzindo os riscos de investimentos da empresa.

“A Oracle, como detentora de todas as tecnologias envolvidas, reduz o risco dos investimentos em infraestrutura, e também oferece um benefício adicional ao cliente, pois se ele também desejar contratar a nuvem da Oracle, eu garanto que vai ser o menor custo do mercado”, afirma Buffon.

Para ele, a infraestrutura convergente de um fornecedor único permite a criação de um ambiente integrado, que facilitando o transporte de dados entre os sistemas, aplicações com melhor performance, trabalhado em tempo real.

Integração

O carro chefe de ferramentas da Oracle para integração é GoldenGate, que proporciona otimização da migração de dados em alta velocidade, conferindo melhor desempenho ao banco de dados da Oracle, ao mesmo tempo reduzindo a latência de buffer na função de gravação dos dados.

Por ser um processo de ponta a ponta, diminui a necessidade de treinamento da equipe, pois as integrações baseadas em configuração predefinidas são incorporadas diretamente aos aplicativos Oracle SaaS selecionados.

Para implementar os aplicativos, a Oracle oferece o WebLogic Server, uma plataforma unificada e extensível para desenvolver, implementar e executar aplicativos empresariais, de forma robusta, como uso da ferramenta Java, que pode ser usada on-premise ou em nuvem.

Como a maioria dos aplicativos são desenvolvidos para uso móvel, a Oracle conta com o SOA Suíte 12c, sua versão mais recente que unificada integração de aplicativos para atender essa demanda, de forma simplificada, tanto rodando na nuvem, on-premise e mesmo em aplicações de Internet das Coisas.

“Trabalhar de forma integrada, além de facilitar a administração de TI, traz mais capacidade de conexão, gerenciamento de trabalho, redução de custos, mas também pode criar uma ponte para adoção de nuvem também dentro de casa”, enfatiza Buffon.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile