Celulares lideram fraudes no comércio eletrônico no 1o trimestre de 2022 e causam prejuízo de mais de R$ 39 milhões

0

Estudo da OLX, uma das maiores plataformas de compra e venda online do país, e do AllowMe, plataforma de proteção de identidades digitais, identificou que os celulares lideram entre os produtos com mais fraudes no comércio eletrônico no 1o trimestre de 2022. O golpe da Compra Confirmada é o mais comum, com 68% dos casos, seguido por Anúncio Falso com 31%.

Em um cenário em que muitas pessoas estão buscando celulares usados para utilizar nas ruas, como forma de driblar o crescente roubo dos aparelhos, com risco de ter contas invadidas e perda de dinheiro, é importante ficar atento para não cair em um novo golpe, tentando se proteger de outro.

O prejuízo estimado com os golpes aplicados no 1o trimestre de 2022 foi de cerca de R$ 39,7 milhões. Celulares estão no topo da lista dos produtos mais visados nas fraudes, representando 40%, seguido por videogames (19%) e computadores (12%).

Os modelos da marca iPhone são os mais visados pelos golpistas, concentrando 70% dos golpes nessa categoria. Para atrair as vítimas, os fraudadores costumam anunciar os produtos cerca de 14% mais barato que os anúncios idôneos.

"Celulares já são historicamente bastante visados por fraudadores, por terem um alto valor e serem fáceis de serem revendidos. Com o aumento da procura desses itens, os golpes tendem a aumentar. Por isso, é importante que as pessoas redobrem a atenção ao negociar os produtos. Os fraudadores atuam principalmente na falta de conhecimento dos usuários sobre os processos de compra e venda eletrônica para aplicar a engenharia social e enganá-los. Por isso, a educação digital é fundamental para que as pessoas possam identificar comportamentos suspeitos e se proteger", explica Beatriz Soares, diretora de Produto e Operações da OLX.

Perfil das vítimas

A maioria dos brasileiros que caíram em fraudes são homens (70%), contra 30% de mulheres. 77% das vítimas têm até 31 anos.

A região sudeste é a que mais teve fraudes confirmadas, com o estado de São Paulo liderando com 30%, seguido por Rio de Janeiro, 16%, e Minas Gerais, 9%.

"A maioria dos perfis de vítimas, sejam eles compradores ou vendedores, seguem o mesmo padrão: são pessoas mais impulsivas, que agem pela emoção, têm pressa e acabam não se atentando às dicas de segurança das plataformas, não verificam se o comprovante de pagamento é real, tampouco conferem a conta de recebimento. Geralmente, querem tanto um produto que quando o encontram com 50%, 60% de desconto e com estoques reduzidos, acabam deixando a razão de lado", pontua Ranier Aquino, especialista em Prevenção à Fraude do AllowMe.

O estudo analisou dados do mercado digital brasileiro, incluindo sites, apps e contas digitais de janeiro a março de 2022, em uma base de cerca de 20 milhões de contas abertas em plataformas online.

Conheça os principais golpes e como se proteger

Compra Confirmada

Liderando o ranking dos golpes mais aplicados em 2021 com 32%, o golpe da Compra Confirmada é uma atualização do antigo golpe do Envelope Vazio. Com o aumento das transações bancárias digitais, hoje o fraudador faz um falso comprovante de depósito com os dados da vítima e o  envia por e-mail ou aplicativo de mensagem, fazendo a pessoa acreditar que o valor já foi depositado e entregue o produto da venda. Quando a vítima percebe o golpe, o fraudador já está com o produto e deixa de responder as mensagens.

Como se prevenir: Só entregue o produto após a confirmação do depósito em sua conta bancária ou carteira digital. Mantenha a conversa pelos chats das plataformas e evite negociar por aplicativos de mensagens. Desconfie de mensagens ou e-mails que simulem comunicados oficiais das empresas, verifique o domínio do e-mail (xx@nomedaempresa) e verifique sempre o status da negociação no site ou aplicativo da empresa.

Anúncio Falso

O fraudador insere o anúncio de um produto nas plataformas de compra e venda, com o objetivo de atrair as vítimas. Na maioria das vezes, o produto é 14% mais barato que o valor de mercado. Imaginando ser uma oferta real, a vítima faz o pagamento e não recebe o produto. Como se prevenir: Prefira negociar diretamente pelas plataformas, que possuem a opção de pagar/receber o valor e delivery do produto. Ao optar por negociar diretamente, só realize o pagamento após receber o produto. Desconfie de preços muito abaixo dos valores de mercado e ao desconfiar de atitudes suspeitas, denuncie o anúncio, que será verificado pelas plataformas.

Sites Falsos

Com o aumento da procura tem proliferado também falsos sites de compra, que fazem anúncios iscas para atrair compradores com a oferta de celulares novos, mas muito abaixo do preço de mercado. Além do valor mais baixo, costumam destacar que há poucas unidades dos produtos e que a oferta dura apenas poucas horas, estimulando que as pessoas façam o pagamento rápido, e o produto não é enviado.

Como se prevenir: Pesquise sobre a loja virtual antes e verifique se há reclamação de outros usuários. Desconfie de preços muito baixos, uma vez que os valores costumam ser similares de uma loja para outra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui