Cisco lança programa para treinar jovens brasileiro em cibersegurança

0
71

A Cisco do Brasil lança no dia 16 julho um novo programa para desenvolver a nova geração de jovens profissionais em segurança cibernética. O CiberEducação Cisco Brasil combina os esforços da estratégia de aceleração digital "Brasil Digital e Inclusivo", anunciada em maio, e o programa global de responsabilidade social em educação Cisco Networking Academy, que proporciona a capacitação, profissionalização e inclusão de jovens ao mercado de tecnologia, estimulando alunos a adquirir novas habilidades em TI e empregabilidade.

Dividido em duas ondas de formação, o programa terá a primeira fase com turmas em agosto de 2020 e a segunda em fevereiro de 2021, oferecerá treinamento e preparação dos alunos para o novo mercado de trabalho na era da digitalização, formação para instrutores e trará oportunidades profissionais junto a parceiros e clientes Cisco. O objetivo é criar um ecossistema consistente para o desenvolvimento de talentos em segurança da informação para atender a crescente demanda de profissionais nesta área, nos setores público e privado.

O CiberEducação Cisco Brasil será realizado de forma 100% remota, será gratuito e terá quatro fases, conforme abaixo:

Learn-A-Thon: uma maratona de conhecimento que visa estimular e capacitar alunos nos cursos exploratórios do Networking Academy "Introdução à Cibersegurança" e "Fundamentos de Cibersegurança". Aberta aos alunos das academias Cisco participantes, esta etapa conta com aprendizado autodidata com duração de um mês, devendo impactar até 15 mil estudantes inscritos nas duas ondas do programa.

Capacitação de Instrutores: instrutores das academias Cisco Networking Academy receberão capacitação em dois novos cursos, que serão lançados em breve em português: "CyberOps Associate" e "Network Security". O objetivo desta fase é criar uma cadeia sustentável de educadores brasileiros em Segurança Cibernética, onde os instrutores atuarão como multiplicados de conteúdo Networking Academy nas suas instituições.

Capacitação Profissionalizante de Alunos: Dois mil estudantes selecionados da primeira fase serão capacitados no curso profissionalizante CCNA 1, focado em redes, e em um dos cursos profissionalizantes de cibersegurança – CyberOps Associate", que prepara para a carreira de analista de segurança cibernética, ou "Network Security", que prepara para carreiras especializadas em segurança. Esta fase também incluirá formações complementares em conjunto com parceiros educacionais do Cisco Networking Academy.

Oportunidade de Estágio e Emprego: na última fase os melhores alunos poderão colocar em prática os conhecimentos adquiridos. Os melhores talentos terão acesso a um programa de estágio ou emprego efetivo, de 6 a 12 meses de duração, posições que serão oferecidas por parceiros e clientes Cisco.

O CiberEducação contará com parceiros estratégicos como Senai Nacional, Centro Paula Souza e Escola de Comunicações do Exército Brasileiro, que estão ajudando a potencializar o impacto positivo do Programa na sociedade, por meio da oferta de bolsas dos alunos, entre outras iniciativas.

O público-alvo para o programa são estudantes cursando o último ano do Ensino Médio, graduados ou cursando ensino superior ou cursos técnicos, que possuem interesse em trabalhar no segmento de segurança cibernético.

A Cisco realizará um webinar para parceiros, academias, instrutores, clientes e alunos interessados no dia 16 de julho, às 17h30, para apresentar detalhes do programa. O evento abordará as perspectivas para o Brasil, atualidades do mercado de cibersegurança e objetivos do programa no país.

O foco são alunos das academias participantes do Programa, mas outros estudantes também podem se candidatar pelo site da empresa.

Deixe seu comentário