HP vai demitir mais 30 mil empregados como resultado do processo de cisão da companhia

0
0

A HP anunciou nesta terça-feira, 15, que vai demitir mais 25 mil a 30 mil empregados, em decorrência do processo de cisão (spinoff) do negócio de computadores pessoais e impressoras da unidade de hardware e serviços corporativos, se dividindo em duas companhias. A meta da empresa com os cortes é obter reduções de custos de até US$ 2,7 bilhões. As dispensas representam cerca de 10% da mão de obra total da HP, que hoje é de cerca de 300 mil em todo o mundo, e irão se somar a outras 55 mil demissões já anunciadas, e devem atingir também o Brasil.

O spinoff é parte da estratégia da CEO Meg Whitman para tentar melhorar o desempenho financeiro da companhia, diante da crise nas vendas de computadores. Com isso, conforme já havia anunciado em julho passado, a operação comandada pela executiva será voltada à oferta de hardware e serviços corporativos, unidade que assumirá o nome de HP Enterprise e deve ser listada na bolsa de Nova York sob o símbolo "HPE". "A HP Enterprise será uma companhia menor e mais focada do que a HP é hoje", afirmou em comunicado Whitman.

A outra empresa resultante da cisão será a HP Inc., cujo foco será o mercado de computadores pessoais e impressoras.

Durante uma reunião nesta terça-feira com analistas financeiros Meg Whitman. disse que as "ações finais irão eliminar a necessidade de qualquer futura reestruturação corporativa".

As vendas da HP caíram mais de 12% no ano fiscal de 2014, encerrado em 31 de outubro do mesmo ano, para US$ 111,5 bilhões, na comparação com os US$ 127,2 bilhões registrados no ano fiscal de 2011. No exercício fiscal anterior, de 2010, o lucro da companhia havia atingido o pico de US$ 8,76 bilhões e a receita, US$ 126 bilhões.

Além dos custos relacionados a encargos trabalhistas com as demissões, a HP terá de desembolsar mais US$ 700 milhões com a locação de propriedades e alienações para o desdobramento das ações (split) devido à cisão da empresa em duas.

A expectativa da HP é que o lucro volte a aparecer na última linha do balanço financeiro já no quarto trimestre do ano fiscal de 2015, que termina em 31 de outubro. Segundo a empresa, a HP Enterprise deverá ter um  lucro por ação de US$ 0,75 a US$ 0,85 e lucro por ação ajustado de US$ 1,85 a US$ 1,95 em 2016. O fluxo de caixa livre é estimado em US$ 2 bilhões a US$ 2,2 bilhões e o fluxo de caixa normalizado (antes dos desembolsos relacionados à separação e reestruturação, de US$ 1,6 bilhão) deverá ser de US$ 3. Com informações de agências de notícias internacionais.

Deixe seu comentário