IBM anuncia spin-off da Unidade de Serviços de Infraestrutura Gerenciada

0
54
 
A IBM anunciou que vai acelerar a estratégia de crescimento de nuvem híbrida para impulsionar a transformação digital de seus clientes. A empresa também avisou ao mercado que vai separar a unidade de Serviços de Infraestrutura Gerenciada da divisão de Global Technology Services, que será uma nova empresa pública ("NewCo"). Desta forma haverá duas empresas, cada uma com foco estratégico e flexibilidade para gerar valor para clientes e acionistas.

Espera-se que a separação seja alcançada como uma spin-off isenta de impostos para os acionistas da IBM e concluída até o final de 2021.

"A IBM está focada na oportunidade de nuvem híbrida de US$ 1 trilhão", disse Arvind Krishna, CEO da IBM. "As necessidades de compra do cliente para serviços de aplicação e infraestrutura são divergentes, enquanto a adoção de nossa plataforma de nuvem híbrida está se acelerando. Agora é o momento certo para criar duas empresas líderes de mercado focadas no que fazem de melhor. A IBM se concentrará em sua plataforma de nuvem híbrida aberta e capacidades de IA. A NewCo terá maior agilidade para projetar, gerenciar e modernizar a infraestrutura das organizações mais importantes do mundo. Ambas as empresas estarão em uma trajetória de crescimento aprimorada com maior capacidade de fazer parcerias e capturar novas oportunidades – criando valor para clientes e acionistas."

"Posicionamos a IBM para a nova era da nuvem híbrida", disse Ginni Rometty, Executive Chairman da IBM. "Nossa transformação de vários anos criou a base para a plataforma de nuvem híbrida aberta, que então aceleramos com a aquisição da Red Hat. Ao mesmo tempo, nosso negócio de serviços de infraestrutura gerenciada se estabeleceu como líder do setor, com experiência incomparável em trabalhos de infraestrutura complexos e de missão crítica. Como duas empresas independentes, a IBM e a NewCo irão capitalizar seus respectivos pontos fortes. A IBM irá acelerar as jornadas de transformação digital dos clientes e a NewCo irá acelerar os esforços de modernização da infraestrutura. Este foco resultará em maior valor, mais inovação e execução mais rápida para nossos clientes."

Nuvem híbrida

A IBM se concentrará em sua plataforma de nuvem híbrida aberta, que representa uma oportunidade de mercado de US$ 1 trilhão. Com base na nuvem híbrida da IBM, a empresa adquiriu a Red Hat para liberar o valor total da nuvem para os clientes, acelerando ainda mais a adoção da plataforma. Essa plataforma facilita a implantação de poderosos capacidades de IA para habilitar o poder dos dados, serviços de modernização de aplicativos e sistemas. Tudo isso é sustentado pela segurança, conhecimento incomparável em setores verticais e profundo compromisso com a inovação de código aberto que os clientes esperam da IBM.

Com integração mais estreita e foco em sua nuvem híbrida aberta e soluções de IA, a IBM passará de uma empresa com mais da metade de suas receitas em serviços para uma com a maioria em software de soluções de alto valor na nuvem. A IBM também terá mais de 50% de seu portfólio em receitas recorrentes.

A arquitetura da plataforma de nuvem híbrida aberta da IBM, baseada no Red Hat OpenShift, funciona com toda a gama de infraestruturas de TI existentes dos clientes, independentemente do fornecedor. Essa plataforma permite que os clientes "codifiquem uma vez / executem em qualquer lugar" e permite uma abordagem de nuvem híbrida que agrega até 2,5 vezes mais valor para os clientes do que uma solução apenas de nuvem pública.

As capacidades exclusivas de full-stack da IBM e o grande ecossistema de parceiros e ISVs oferecem inovação e permitem que os clientes liberem o valor total da nuvem híbrida e seus dados.

O portfólio de software da IBM, com foco em dados e IA, automação e segurança, permite o mais amplo acesso à inovação por meio do código aberto.

Os consultores de negócios, estratégia e tecnologia da IBM ajudam os clientes a se transformarem, modernizando suas aplicações existentes e construindo novas capacidades de análise de dados com base em IA na plataforma de nuvem híbrida aberta líder.

A nuvem pública segura e de missão crítica da IBM foi projetada para fornecer todos os controles regulatórios necessários e oferece aos clientes uma base de software de código aberto, liderança em segurança e infraestrutura de nível empresarial.

Os negócios de Systems da IBM, integrados com a plataforma de nuvem híbrida, permitem que os desenvolvedores nativos da nuvem capitalizem os recursos exclusivos do hardware da IBM. Aproveitando seus relacionamentos de longo prazo com clientes, a IBM continuará a impulsionar a inovação em hardware de que as empresas dependem para suas necessidades de computação de missão crítica.

Como parte dessa aceleração estratégica, a IBM está tomando medidas para simplificar e otimizar seu modelo operacional para velocidade e crescimento. Isso inclui simplificar seu modelo geográfico e transformar sua estrutura de go-to-market para melhor interagir e oferecer suporte aos clientes. A IBM também continua consolidando seus serviços compartilhados. Este modelo operacional simplificado e focado dará suporte à inovação acelerada para a nuvem híbrida e fornecerá mais flexibilidade para aumentar o investimento em áreas de crescimento. O resultado será um perfil financeiro aprimorado com uma trajetória clara para aumento de receita e lucro.

Serviços de Infraestrutura Gerenciada

A nova empresa (a ser nomeada em uma data subsequente) será imediatamente a provedora líder mundial de serviços de infraestrutura gerenciada. Ela tem relacionamentos com mais de 4.600 clientes altamente regulamentados e de uso intensivo de tecnologia em 115 países, incluindo mais de 75% da Fortune 100, uma carteira de $ 60 bilhões e mais do que o dobro da escala de seu concorrente mais próximo.

A nova empresa estará totalmente focada no gerenciamento e modernização de infraestruturas de propriedade do cliente, uma oportunidade de mercado de U$ 500 bilhões. Ela aproveitará sua experiência incomparável para oferecer serviços de hospedagem e serviços de rede, gerenciamento de serviços, modernização da infraestrutura e migração e gerenciamento de ambientes com várias nuvens. Esses são serviços essenciais para as operações do cliente.

Com um modelo de negócios simplificado, a NewCo criará valor ajudando as empresas a otimizar seu desempenho por meio de IA e automação. Os serviços da NewCo permitirão às empresas criar agilidade e eficiência em sua infraestrutura e datacenters. A NewCo será capaz de modernizar melhor as infraestruturas para uma lista incomparável de clientes em todos os setores, com relacionamentos construídos ao longo de décadas.

A NewCo ampliará sua liderança por meio de maiores investimentos na próxima geração de serviços de infraestrutura gerenciada transformacional, com mais oportunidades para expansão de margem, crescimento de lucro e geração de caixa.

A NewCo também será capaz de se associar totalmente a todos os fornecedores de nuvem, abrindo novos caminhos para o crescimento, enquanto mantém uma forte parceria estratégica com a IBM e continua atendendo clientes novos e existentes.

Detalhes da transação de separação

Espera-se que a separação proposta seja efetuada por meio de uma divisão rateada para os acionistas da IBM, que será isenta de impostos para fins de imposto de renda federal dos EUA. A transação está sujeita às condições habituais de fechamento, incluindo o registro do Formulário 10 na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, o recebimento de uma opinião fiscal do advogado e a aprovação final do Conselho de Administração da IBM. A separação está atualmente prevista para ser concluída até o final de 2021.

Após a separação, espera-se inicialmente que as empresas juntas paguem um dividendo trimestral combinado que não é inferior ao dividendo pré-divisão da IBM por ação. Após a conclusão da separação, a política de dividendos de cada empresa será determinada por seu respectivo Conselho de Administração.

Os custos de transação únicos devem incluir encargos fiscais, atividades de separação operacional e outros itens habituais.

J.P. Morgan Securities LLC e Lazard estão atuando como consultores financeiros para a transação, com Paul, Weiss, Rifkind, Wharton & Garrison LLP atuando como consultores jurídicos.

Em adição ao anúncio, a IBM está fornecendo resultados financeiros preliminares para o terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro de 2020. A IBM espera reportar uma receita de US$ 17,6 bilhões, lucro GAAP diluído por ação de operações contínuas de US$ 1,89 e lucro operacional (não-GAAP) por ação de US$ 2,58. Como a IBM está atualmente em seu processo de fechamento financeiro normal, esses são números aproximados e estão sujeitos a revisão até que a IBM relate seus resultados completos do terceiro trimestre conforme planejado no final deste mês.

Deixe seu comentário