Um novo robô pode aumentar a produtividade no campo

0
16

A Alphabet, conglomerado de empresas que inclui o Google, acaba de lançar uma novidade: o Mineral, um robô sobre rodas que tem como objetivo buscar o aumento da produtividade na agricultura. A máquina utilizará câmeras, GPS, energia solar, ferramentas de inteligência artificial e big data/analytics, entre outras tecnologias de ponta.

A ideia é que o robô, que ainda se encontra em fase de desenvolvimento, rode pelo campo colhendo dados de cada planta, tomando medidas necessárias ao seu cuidado. Os dados coletados podem também ser utilizados para análise da situação da plantação como um todo.

 projeto nasceu após a empresa constatar que as ferramentas ora disponíveis não conseguem capturar os dados necessários ao entendimento da situação de uma plantação como um todo, levando os responsáveis por ela a tomarem medidas com base na tradição, hábito ou instinto, o que nem sempre gera os melhores resultados.

Agora, analisando cada planta individualmente e utilizando as bases de dados e algoritmos disponíveis, o Mineral pode tomar decisões a nível de planta, aplicando a cada uma as doses estritamente necessárias de fertilizantes ou defensivos agrícolas, por exemplo.

Na atualidade, as necessidades desses produtos são definidas para uma determinada área da plantação, fazendo com que uma dada planta receba mais ou menos do que precisa, o que gera desperdício ou carência do produto.

O robô pode ser instalado em diversas plataformas, de tamanhos e formatos diferentes, adaptando-o a diferentes tipos de culturas.

Em um momento em que crescem as preocupações com a fome no mundo, esta é uma boa notícia.

Vivaldo José Breternitz, doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Deixe seu comentário