Sebrae SC e Bossanova anunciam parceria para investir R$ 20 milhões em startups

0
21

A Bossanova Investimentos, micro venture capital que investe em startups em estágio de pré-seed em todo o país, acaba de anunciar parceria com o Sebrae Santa Catarina para investir até R$ 20 milhões em startups. Nomeado de INOVA, a iniciativa tem como objetivo selecionar e impulsionar negócios inovadores em vários setores na região Sul e em outras localidades.

Para participar, as startups precisam ser B2B com mais de um ano e meio de fundação; já terem encontrado o PSF (problem-solution-fit) por meio de produtos ou serviços que já estejam validados; com faturamento de no mínimo R$20 mil mensais e próximas ao break-even; negócios com modelos SaaS e que já tenham sido acelerados ou recebido investimento-anjo, entre outros pontos.

Para João Kepler, CEO da Bossanova Investimentos, esta parceria com o Sebrae SC é extremamente importante para a evolução do ecossistema de inovação e para a capilarização de recursos financeiros para as startups. "Nossa missão sempre foi democratizar o acesso ao capital para dar mais oportunidades a outras empresas e poder contar com o Sebrae nesse projeto nos dá a certeza que estamos no caminho certo para auxiliar as startups a evoluírem e conquistarem outras oportunidades. Com todo nosso know-how e de outras empresas parceiras, tenho certeza de que o INOVA será um sucesso no mercado de venture capital", afirma.

Os selecionados terão o benefício de um aporte financeiro que pode chegar a R$800 mil por empresa, além de mentorias e conexões em um programa dedicado ao desenvolvimento das startups que acontecerá em três fases. A cada etapa as startups classificadas receberão novos aportes e uma intensificação do programa de aceleração para acompanhar a escalada do investimento.

O Programa tem duração prevista de 10 anos. O Sebrae/SC vai aportar R$3,5 milhões no programa em 2021 e 2022, e a Bossanova e seus parceiros aportarão o restante dos recursos. A parte do Sebrae/SC será investida em startups com sede ou filiais em Santa Catarina e a parte da Bossanova poderá ser investida em startups com sede ou filiais em outros estados.

Deixe seu comentário