Site reúne colaboração de fãs de esportes

0
70

Torcedores.com é um portal de jornalismo esportivo colaborativo no Brasil que aposta em duas paixões nacionais, esportes e engajamento nas redes sociais, para trazer um modelo que leva o espectador do meio da torcida para dentro da grande área do jornalismo esportivo. Com uma equipe editorial própria, o site já conta com mais de 200 colaboradores e uma audiência de 500 mil visitantes únicos.

Fundado no final de 2013, o site surgiu após o americano Derek Hall, locutor esportivo e criador e CEO do Torcedores.com, conhecer o Brasil. "Sempre fui aficionado por esportes e quando me mudei para o Brasil no final de 2012, fiquei surpreso com o fanatismo do povo. Muitas pessoas gostam de futebol, por exemplo, mas eu nunca conheci um povo que é tão apaixonado por futebol como o brasileiro", diz Hall.

Além do grande interesse por esportes, Hall identificou a forte presença do assunto nos comentários postados por brasileiros nas mídias sociais. "Percebi que o modelo de conteúdo colaborativo, que já despontava nos Estados Unidos, tinha tudo para dar certo na cobertura esportiva daqui", explica.

No Torcedores.com, qualquer internauta se cadastra gratuitamente e envia notícias e análises sobre seu esporte favorito, seu time do coração, campeonatos, divisões, atletas, entre outros assuntos. A equipe editorial do site analisa os textos e, em seguida, os publicam.

O co-fundador do portal, Sergio Sacchi, explica que o site dá aos fãs de esporte a oportunidade de expressarem suas opiniões para uma grande audiência. "A ideia é proporcionar ao público uma visão diferenciada dos eventos esportivos que agregue ainda mais conteúdo ao material publicado na imprensa", afirma.

Segundo ele, a maioria dos colaboradores no site são fãs de esporte que querem visibilidade, mas não tem tempo para manter um blog ou construir uma audiência por conta própria. A equipe de Torcedores.com dá suporte a seus colaboradores com dicas de edição, estatísticas e análises que servem de referência para matérias.

Deixe seu comentário